31 de julho – José de Arimatéia

santo-jose-de-arimateia31 de julho – José de Arimatéia

José de Arimatéia (ou Arimateia) era assim conhecido por ser de Arimatéia, cidade da Judéia. Homem rico, era membro do Sinédrio(1), o Colégio dos mais altos magistrados do povo judeu. Também conhecido como Sanhedrin, formava a suprema magistratura judaica.

Era o dono do sepulcro(2) em que Jesus Cristo, seu amigo, foi embalsamado, numa esplanada a cerca de 30 metros do local da crucifixão.

Atribui-se também a José o lençol de linho em que Jesus foi envolvido, conhecido como Santo Sudário(3).

Juntamente com Nicodemos(4), providenciou a retirada do corpo de Cristo da cruz após requisição feita a Pôncio Pilatos(5).

José de Arimatéia, de acordo com alguns pesquisadores, teria ficado de posse do cálice da Santa Ceia, levando-o para a Europa. Este cálice ficou conhecido como o Santo Graal(6), tão mencionado nas lendas Arturianas.

(1)   Sinédrio,  era o “Grande Conselho “dos notáveis de Israel, estabelecido depois do exílio para o governo da comunidade judia. Era integrado por 71 membros anciãos, sacerdotes e escribas – e presidido pelo sumo sacerdote. Era a autoridade suprema dos problemas religiosos , assim como em alguns assuntos de ordem civil. Roma limitou seus poderes. Para a pena de morte necessitava de confirmação do representante de Roma.

(2)   Um Sepulcro é uma câmara mortuária. Nas práticas antigas do povo Hebreu, ele era esculpido em rocha de uma encosta

(3) Santo Sudário

santo-sudarioO Sudário de Turim ou Santo Sudário é uma pano de linho que apresenta a imagem de um homem com traumatismos vários, consistentes com crucificação. Actualmente, o sudário encontra-se exposto na Catedral de São João Baptista em Turim. Os Católicos Romanos acreditam que a imagem é a de Jesus Cristo e que o sudário é a sua mortalha e portanto uma relíquia cristã de valor incalculável. Os mais cépticos classificam a peça como um embuste. Seja qual for a explicação, o Santo Sudário tem vindo a estimular a discussão entre historiadores, crentes, cientistas e académicos.

(4) Nicodemos era, segundo o livro O JULGAMENTO DE PÔNCIO PILATOS (EDMUNDO LELLIS FILHO), um membro do sinédrio, Tribunal dos Judeus, o qual era amigo de José de Arimatéia e simpatizante de Jesus.

 Principal dos Fariseus, muito respeitado e honrado pelo povo judeu, aprendeu a lei nas melhores escolas, e tinha bastante cultura judáica cravada em sua vida, que anos de estudos lhe concederam, ninguém ousava dissuadi-lo ou questionar suas afirmações, Nicodemos era um homem letrado no que diz respeito a lei de Moisés e os ensinos farisáicos, porém um dia encontru-se com Jesus, viu seu manifesto suas obras, e não teve como não ir até ele mesmo que fosse para saber realmente quem ele era, e tudo que aprendera Jesus Cristo, lançou por terra, provando que a sabedoria humana não é nada sem Deus

(5) Pôncio Pilatos, também conhecido como Pilatos (em latim, Pontius Pilatus). Foi Procurador da província romana da Judéia entre os anos 26 e 36; período durante o qual Jesus foi condenado à morte de cruz.

(6). Santo Graal (ou Sangreal) é uma expressão medieval que designa normalmente o cálice usado por Jesus Cristo na Última Ceia. Ele está presente nas lendas arturianas, sendo o objetivo da busca dos cavaleiros da Távola Redonda, único objeto com capacidade para devolver a paz ao reino de Artur. No entanto, em outra interpretação, ele designa a descendência de Jesus (o sangraal ou sangue real), segundo a lenda, ligada à dinastia Merovíngia.

Fonte:http://pt.wikipedia.org/wiki/