DFP42 – Domingo da Santíssima Trindade

DFP42 – Domingo da Santíssima Trindade, ANOS A, B e C.

1º Domingo depois de Pentecostes (Domingo da Trindade):
Deus que transcende todo o entendimento, deste-nos a graça de reconhecer a glória da eterna Trindade na confissão da verdadeira fé, e no poder da Majestade Divina adorar a unidade; mantém-nos firmes nesta fé e adoração e leva-nos finalmente a contemplar-te na tua glória una e eterna, ó Pai, que com o Filho e o Espírito Santo vives e reinas um só Deus, agora e sempre. Amém.
*Prefácio da Trindade:
Porque, com teu Unigênito Filho e o Espírito Santo, Três Pessoas, um só Deus, és Senhor eterno e soberano, digno de adoração e de honra pelos séculos dos séculos.

barra16
ANO A: DFP42 – Domingo da Santíssima Trindade: Gênesis 1:1-2:4a; Salmo 8; II Coríntios 13:11-13; Mateus 28:16-20

Gênesis 1:1-2:4a
1* No princípio, Deus criou o céu e a terra. 2 A terra estava sem forma e vazia; as trevas cobriam o abismo e um vento impetuoso soprava sobre as águas.
3 Deus disse: «Que exista a luz!» E a luz começou a existir. 4 Deus viu que a luz era boa. E Deus separou a luz das trevas: 5 à luz Deus chamou «dia», e às trevas chamou «noite». Houve uma tarde e uma manhã: foi o primeiro dia.
6 Deus disse: «Que exista um firmamento no meio das águas para separar águas de águas!» 7 Deus fez o firmamento para separar as águas que estão acima do firmamento das águas que estão abaixo do firmamento. E assim se fez. 8 E Deus chamou ao firmamento «céu». Houve uma tarde e uma manhã: foi o segundo dia.
9 Deus disse: «Que as águas que estão debaixo do céu se ajuntem num só lugar, e apareça o chão seco». E assim se fez. 10 E Deus chamou ao chão seco «terra», e ao conjunto das águas «mar». E Deus viu que era bom. 11 Deus disse: «Que a terra produza relva, ervas que produzam semente, e árvores que dêem frutos sobre a terra, frutos que contenham semente, cada uma segundo a sua espécie». E assim se fez. 12 E a terra produziu relva, ervas que produzem semente, cada uma segundo a sua espécie, e árvores que dão fruto com a semente, cada uma segundo a sua espécie. E Deus viu que era bom. 13 Houve uma tarde e uma manhã: foi o terceiro dia.
14 Deus disse: «Que existam luzeiros no firmamento do céu, para separar o dia da noite e para marcar festas, dias e anos; 15 e sirvam de luzeiros no firmamento do céu para iluminar a terra». E assim se fez. 16 E Deus fez os dois grandes luzeiros: o luzeiro maior para regular o dia, o luzeiro menor para regular a noite, e as estrelas. 17 Deus os colocou no firmamento do céu para iluminar a terra, 18 para regular o dia e a noite e para separar a luz das trevas. E Deus viu que era bom. 19 Houve uma tarde e uma manhã: foi o quarto dia.
20 Deus disse: «Que as águas fiquem cheias de seres vivos e os pássaros voem sobre a terra, sob o firmamento do céu». 21 E Deus criou as baleias e os seres vivos que deslizam e vivem na água, conforme a espécie de cada um, e as aves de asas conforme a espécie de cada uma. E Deus viu que era bom. 22 E Deus os abençoou e disse: «Sejam fecundos, multipliquem-se e encham as águas do mar; e que as aves se multipliquem sobre a terra». 23 Houve uma tarde e uma manhã: foi o quinto dia.
24 Deus disse: «Que a terra produza seres vivos conforme a espécie de cada um: animais domésticos, répteis e feras, cada um conforme a sua espécie». E assim se fez. 25 E Deus fez as feras da terra, cada uma conforme a sua espécie; os animais domésticos, cada um conforme a sua espécie; e os répteis do solo, cada um conforme a sua espécie. E Deus viu que era bom.
26 Então Deus disse: «Façamos o homem à nossa imagem e semelhança. Que ele domine os peixes do mar, as aves do céu, os animais domésticos, todas as feras e todos os répteis que rastejam sobre a terra». 27 E Deus criou o homem à sua imagem; à imagem de Deus ele o criou; e os criou homem e mulher. 28 E Deus os abençoou e lhes disse: «Sejam fecundos, multipliquem-se, encham e submetam a terra; dominem os peixes do mar, as aves do céu e todos os seres vivos que rastejam sobre a terra». 29 E Deus disse: «Vejam! Eu entrego a vocês todas as ervas que produzem semente e estão sobre toda a terra, e todas as árvores em que há frutos que dão semente: tudo isso será alimento para vocês. 30 E para todas as feras, para todas as aves do céu e para todos os seres que rastejam sobre a terra e nos quais há respiração de vida, eu dou a relva como alimento». E assim se fez. 31 E Deus viu tudo o que havia feito, e tudo era muito bom. Houve uma tarde e uma manhã: foi o sexto dia.
Gênesis 2:1-4a
1 Assim foram concluídos o céu e a terra com todo o seu exército. 2 No sétimo dia, Deus terminou todo o seu trabalho; e no sétimo dia, ele descansou de todo o seu trabalho. 3 Deus então abençoou e santificou o sétimo dia, porque foi nesse dia que Deus descansou de todo o seu trabalho como criador.
4a Essa é a história da criação do céu e da terra.

 

Salmos Litúrgicos Livro 1 Primeiro Dia: Oração Vespertina
Salmo 8 Domine, Dominus noster
Ó SENHOR, Senhor nosso, que puseste a tua glória nos céus, *quão admirável é o teu Nome em toda a terra!
2 Da boca dos bebês fazes brotar a força, * para calarem as pessoas odientas e as vingativas.
3 Quando contemplo os teus céus, obra das tuas mãos, *a lua e as estrelas, que formaste,
4 Que é o ser mortal, para que te lembres dele? * e o ser humano, para que o visites?
5 Fizeste-o um pouco abaixo dos anjos, * e de glória e de honra o coroaste.
6 Deste-lhe domínio sobre as tuas obras; * e tudo a ele submeteste:
7 Ovelhas e bois * e todos os animais do campo;
8 As aves do céu, os peixes do mar * e tudo quanto passa pelo caminho das grandes águas.
9 Ó SENHOR, Senhor nosso, * quão admirável é o teu Nome em toda a terra!


II Coríntios 13:11-13
11 Ademais, irmãos, fiquem alegres. Procurem a perfeição e animem-se. Tenham os mesmos sentimentos, vivam na paz e o Deus do amor e da paz estará com vocês.
12 Saúdem-se uns aos outros com o beijo santo. Todos os cristãos enviam saudações.
13 Que a graça do Senhor Jesus Cristo, o amor de Deus e a comunhão do Espírito Santo estejam com todos vocês.


Mateus 28:16-20
16 Os onze discípulos foram para a Galiléia, ao monte que Jesus lhes tinha indicado. 17 Quando viram Jesus, ajoelharam-se diante dele. Ainda assim, alguns duvidaram. 18 Então Jesus se aproximou, e falou: «Toda a autoridade foi dada a mim no céu e sobre a terra. 19 Portanto, vão e façam com que todos os povos se tornem meus discípulos, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo, 20 e ensinando-os a observar tudo o que ordenei a vocês. Eis que eu estarei com vocês todos os dias, até o fim do mundo.»


barra16
ANO B: DFP42 – Domingo da Santíssima Trindade:Isaías 6:1-8; Salmo 29; Romanos 8:12-17; João 3:1-17

Isaías 6:1-8
1 No ano que morreu o rei Ozias, eu vi o Senhor sentado num trono alto e elevado. A barra do seu manto enchia o Templo. 2 De pé, acima dele, estavam serafins, cada um com seis asas: com duas cobriam o rosto, com duas cobriam os pés, e com duas voavam. 3 Eles clamavam uns para os outros: «Santo, Santo, Santo é Javé dos exércitos, a sua glória enche toda a terra». 4 Com o barulho das aclamações, os batentes das portas tremeram e o Templo se encheu de fumaça. 5 Então eu disse: «Ai de mim, estou perdido! Sou homem de lábios impuros e vivo no meio de um povo de lábios impuros, e meus olhos viram o Rei, Javé dos exércitos».
6 Nesse momento, um dos serafins voou até onde eu estava, trazendo na mão uma brasa que havia tirado do altar com uma tenaz. 7 Com a brasa tocou-me os lábios, e disse: «Veja, isto aqui tocou seus lábios: sua culpa foi removida, seu pecado foi perdoado».
8 Ouvi, então, a voz do Senhor que dizia: «Quem é que vou enviar? Quem irá de nossa parte?» Eu respondi: «Aqui estou. Envia-me!»


Salmos Litúrgicos Livro 1 Quinto Dia: Oração Vespertina
Salmo 29 Afferte Domino
TRIBUTEM ao SENHOR, filhos e flhas de Deus, * tributem ao SENHOR glória e força.
2 Tributem ao SENHOR a glória de seu Nome; * adorem ao SENHOR na beleza da santidade.
3 A voz do SENHOR se ouve sobre as águas; o Deus da glória se faz ouvir qual trovão. * A voz do SENHOR está sobre a vastidão das águas.
4 A voz do SENHOR é poderosa; * a voz do SENHOR é cheia de majestade.
5 A voz do SENHOR quebra os cedros, * os cedros do Líbano despedaça.
6 Ele os faz saltar como um bezerro; * ao Líbano e Siriom quais bois selvagens.
7 A voz do SENHOR * separa as labaredas do fogo.
8 A voz do SENHOR faz tremer o deserto; * o SENHOR faz tremer o deserto de Cades.
9 A voz do SENHOR multiplica a vida; * e no seu templo é proclamada a sua glória.
10 O SENHOR preside aos dilúvios; * e, como Rei, o SENHOR preside para sempre.
11 A seu povo o SENHOR dá forças; * com paz Deus abençoa seu povo.


Romanos 8:12-17
12 Portanto, irmãos, nós somos devedores, mas não dos instintos egoístas para vivermos de acordo com eles. 13 Se vocês vivem segundo os instintos egoístas, vocês morrerão; mas se com a ajuda do Espírito fazem morrer as obras do corpo, vocês viverão.
14 Todos os que são guiados pelo Espírito de Deus são filhos de Deus. 15 E vocês não receberam um Espírito de escravos para recair no medo, mas receberam um Espírito de filhos adotivos, por meio do qual clamamos: Abba! Pai! 16 O próprio Espírito assegura ao nosso espírito que somos filhos de Deus. 17 E se somos filhos, somos também herdeiros: herdeiros de Deus, herdeiros junto com Cristo, uma vez que, tendo participado dos seus sofrimentos, também participaremos da sua glória.


João 3:1-17
1 Entre os fariseus havia um homem chamado Nicodemos. Era um judeu importante. 2 Ele foi encontrar-se de noite com Jesus, e disse: «Rabi, sabemos que tu és um Mestre vindo da parte de Deus. Realmente, ninguém pode realizar os sinais que tu fazes, se Deus não está com ele.» 3 Jesus respondeu: «Eu garanto a você: se alguém não nasce do alto, não poderá ver o Reino de Deus.»
4 Nicodemos disse: «Como é que um homem pode nascer de novo, se já é velho? Poderá entrar outra vez no ventre de sua mãe e nascer?» 5 Jesus respondeu: «Eu garanto a você: ninguém pode entrar no Reino de Deus, se não nasce da água e do Espírito. 6 Quem nasce da carne é carne, quem nasce do Espírito é espírito. 7 Não se espante se eu digo que é preciso vocês nascerem do alto. 8 O vento sopra onde quer, você ouve o barulho, mas não sabe de onde ele vem, nem para onde vai. Acontece a mesma coisa com quem nasceu do Espírito.»
9 Nicodemos perguntou: «Como é que isso pode acontecer?» 10 Jesus respondeu: «Você é o mestre em Israel e não sabe essas coisas? 11 Eu garanto a você: nós falamos aquilo que sabemos, e damos testemunho daquilo que vimos, mas, apesar disso, vocês não aceitam o nosso testemunho. 12 Se vocês não acreditam quando eu falo sobre as coisas da terra, como poderão acreditar quando eu lhes falar das coisas do céu?
13 Ninguém subiu ao céu, a não ser aquele que desceu do céu: o Filho do Homem. 14 Assim como Moisés levantou a serpente no deserto, do mesmo modo é preciso que o Filho do Homem seja levantado. 15 Assim, todo aquele que nele acreditar, nele terá a vida eterna.»
16 «Pois Deus amou de tal forma o mundo, que entregou o seu Filho único, para que todo o que nele acredita não morra, mas tenha a vida eterna. 17 De fato, Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para condenar o mundo, e sim para que o mundo seja salvo por meio dele.

barra16
ANO C: DFP42 – Domingo da Santíssima Trindade: Provérbios 8:1-4, 22-31; Salmo 8; Romanos 5:1-5; João 16:12-15

Provérbios 8:1-4,22-31
1 Ouçam: a Sabedoria está chamando, o Entendimento faz ouvir sua voz? 2 Nas elevações, ao longo do caminho, nas encruzilhadas das estradas, 3 junto às portas na entrada da cidade e nos portões de saída, ela se apresenta, exclamando: 4 «Homens, eu me dirijo a vocês, eu me dirijo aos filhos de Adão,
22 Javé me produziu como primeiro fruto de sua obra, no começo de seus feitos mais antigos. 23 Fui estabelecida desde a eternidade, desde o princípio, antes que a terra começasse a existir. 24 Fui gerada quando o oceano ainda não existia, e antes que existissem as fontes de água. 25 Fui gerada antes que as montanhas e colinas fossem implantadas, 26 quando Javé ainda não tinha feito a terra e a erva, nem os primeiros elementos do mundo. 27 Quando ele fixava o céu e traçava a abóbada sobre o oceano, eu aí estava. 28 Eu me achava presente quando ele condensava as nuvens no alto e fixava as fontes do oceano; 29 quando punha um limite para o mar, de modo que as águas não ultrapassassem a praia; e também quando assentava os fundamentos da terra. 30 Eu estava junto com ele, como mestre-de-obras. Eu era o seu encanto todos os dias, e brincava o tempo todo em sua presença; 31 brincava na superfície da terra, e me deliciava com a humanidade.


Salmos Litúrgicos Livro 1 Primeiro Dia: Oração Vespertina
Salmo 8 Domine, Dominus noster
Ó SENHOR, Senhor nosso, que puseste a tua glória nos céus, *quão admirável é o teu Nome em toda a terra!
2 Da boca dos bebês fazes brotar a força, * para calarem as pessoas odientas e as vingativas.
3 Quando contemplo os teus céus, obra das tuas mãos, *a lua e as estrelas, que formaste,
4 Que é o ser mortal, para que te lembres dele? * e o ser humano, para que o visites?
5 Fizeste-o um pouco abaixo dos anjos, * e de glória e de honra o coroaste.
6 Deste-lhe domínio sobre as tuas obras; * e tudo a ele submeteste:
7 Ovelhas e bois * e todos os animais do campo;
8 As aves do céu, os peixes do mar * e tudo quanto passa pelo caminho das grandes águas.
9 Ó SENHOR, Senhor nosso, * quão admirável é o teu Nome em toda a terra!


Romanos 5:1-5
1 Assim, justificados pela fé, estamos em paz com Deus, por meio de nosso Senhor Jesus Cristo. 2 Por meio dele e através da fé, nós temos acesso à graça, na qual nos mantemos e nos gloriamos, na esperança da glória de Deus. 3 E não só isso. Nós nos gloriamos também nas tribulações, sabendo que a tribulação produz a perseverança, 4 a perseverança produz a fidelidade comprovada, e a fidelidade comprovada produz a esperança. 5 E a esperança não engana, pois o amor de Deus foi derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado.


João 16:12-15
12 «Ainda tenho muitas coisas para dizer, mas agora vocês não seriam capazes de suportar. 13 Quando vier o Espírito da Verdade, ele encaminhará vocês para toda a verdade, porque o Espírito não falará em seu próprio nome, mas dirá o que escutou e anunciará para vocês as coisas que vão acontecer. 14 O Espírito da Verdade manifestará a minha glória, porque ele vai receber daquilo que é meu, e o interpretará para vocês. 15 Tudo o que pertence ao Pai, é meu também. Por isso é que eu disse: o Espírito vai receber daquilo que é meu, e o interpretará para vocês.