DFP047 – Próprio 6

DFP047 Domingo, 17 de junho de 2018 : Próprio 6 (TC 11)

Ano A:Gênesis 18:1-15 [21:1-7]; Salmo 116:1-2, 12-19; Romanos 5:1-8; Mateus 9:35-10:8 [9-23] OU Êxodo 19:2-8a; Salmo 100; Romanos 5:1-8; Mateus 9:35-10:8 [9-23]

Ano B:I Samuel 15:34—16:13; Salmo 20; II Coríntios 5:6-10[11-13] 14-17; Marcos 4:26-34 OU Ezequiel 17:22-24; Salmo 92:1-4, 12-15; II Coríntios 5:6-10[11-13] 14-17; Marcos 4:26-34

Ano C:I Reis 21:1-10 [11-14]15-21a; Salmo 5:1-8; Gálatas 2:15-21; Lucas 7:36-8:3 OU I Reis 21:1-10 [11-14]15-21a; Salmo 5:1-8; Gálatas 2:15-21; Lucas 7:36-8:3; II Samuel 11:26-12:10,13-15; Salmo 32; Gálatas 2:15-21; Lucas 7:36-8:3


Próprio 6, (TC 11) domingo de 12 a 18 de junho
Onipotente Deus, concede a todas pessoas chamadas a te seguir, perseverança na proclamação de tua verdade, e que, com ousadia ministrem a tua justiça com amor. Mediante nosso Salvador Jesus Cristo, que vive e reina contigo e com o Espírito Santo, um só Deus, agora e sempre. Amém.

* Prefácio do Dia do Senhor (Para ser usado somente aos domingos).
De Deus Pai
Pois Tu és a fonte da luz e da vida; fizeste-nos à tua imagem e nos chamaste a uma vida nova em Jesus Cristo, nosso Senhor.
De Deus Filho
Mediante Jesus Cristo, nosso Senhor, que, no primeiro dia da semana, venceu a morte e o túmulo, e, por sua gloriosa ressurreição, nos abriu as portas da vida eterna.
De Deus Espírito Santo
Porque nos fizeste nascer da água e do Espírito Santo, tornando-nos teu povo, em Jesus Cristo, nosso Senhor, para manifestar a tua glória ao mundo.


barra16
Ano A:
Gênesis 18:1-15 [21:1-7]; Salmo 116:1-2, 12-19; Romanos 5:1-8; Mateus 9:35-10:8 [9-23] OU Êxodo 19:2-8a; Salmo 100; Romanos 5:1-8; Mateus 9:35-10:8 [9-23]

Gênesis 18:1-15 [21:1-7]
1 Javé apareceu a Abraão junto ao Carvalho de Mambré, enquanto ele estava sentado à entrada da tenda, pois fazia muito calor. 2 Levantando os olhos, Abraão viu na sua frente três homens de pé. Ao vê-los, correu da entrada da tenda ao encontro deles e se prostrou por terra, 3 dizendo: «Senhor, se alcancei o seu favor, não passe junto ao seu servo sem fazer uma parada. 4 Vou mandar que tragam água para que vocês lavem os pés e descansem debaixo da árvore. 5 Vou trazer um pedaço de pão e vocês poderão recuperar as forças antes de partir; foi para isso que passaram junto ao servo de vocês». Eles responderam: «Está bem. Faça o que está dizendo».
6 Abraão entrou correndo na tenda onde estava Sara, e disse a ela: «Depressa! Tome vinte e um litros de flor de farinha, amasse-os e faça um pão grande». 7 Depois Abraão correu até o rebanho, escolheu um vitelo novo e bom, e o entregou ao empregado, que se apressou em prepará-lo. 8 Pegou também coalhada, leite e o vitelo que havia preparado, e colocou tudo diante deles. E os atendia debaixo da árvore enquanto eles comiam.
9 Depois eles perguntaram: «Onde está sua mulher Sara?» Abraão respondeu: «Está na tenda». 10 O hóspede disse: «No próximo ano eu voltarei a você. Então sua mulher já terá um filho». Sara estava na entrada da tenda, atrás de Abraão, e ouviu isso. 11 Ora, Abraão e Sara eram velhos, de idade avançada, e Sara já não tinha regras. 12 Sara riu por dentro, pensando: «Agora que sou velha vou provar o prazer, e com um marido tão velho?» 13 Javé, porém, disse a Abraão: «Por que Sara riu, dizendo: ‘Será que vou dar à luz agora que sou velha?’ 14 Por acaso, existe alguma coisa impossível para Javé? Neste mesmo tempo, no próximo ano, eu voltarei a você, e Sara já terá um filho». 15 Sara, que estava assustada, negou: «Eu não ri». Mas ele tornou a dizer: «Não negue, você riu».
Gênesis  [21:1-7]
1 Javé visitou Sara, como havia anunciado, e cumpriu sua promessa. 2 No tempo que Deus tinha marcado, Sara concebeu e deu à luz um filho para Abraão, que já era velho. 3 Abraão deu o nome de Isaac ao filho que lhe nasceu, gerado por Sara. 4 Conforme Deus lhe havia ordenado, Abraão circuncidou seu filho Isaac, quando este completou oito dias. 5 Abraão tinha cem anos quando seu filho Isaac nasceu. 6 E Sara disse: «Deus me deu motivo de riso, e todos os que souberem disso vão rir de mim». 7 E acrescentou: «Quem diria a Abraão que Sara iria amamentar filhos? Apesar de tudo, na sua velhice eu lhe dei um filho».


Salmos Litúrgicos Livro V Vigésimo Quarto Dia: Oração Matutina
Salmo 116:1-2,12-19 Dilexi, quoniam
AMO ao SENHOR, * porque ouviu a minha voz e a minha súplica.
2 A mim inclina o seu ouvido; * eu o invocarei enquanto viver
12 Como retribuirei eu ao SENHOR * por todos os benefícios para comigo?
13 Tomarei o cálice da salvação, * e invocarei o Nome do SENHOR.
14 Cumprirei agora meus votos ao SENHOR, * na presença de todo o seu povo.
15 Preciosa é aos olhos do SENHOR * a morte de quem vive em santidade.
16 Ó SENHOR, verdadeiramente eu sou teu servo, filho da tua serva; * despedaçaste as minhas algemas.
17 Te oferecerei sacrificios de ação de graças, * e invocarei o Nome do SENHOR.
18 Cumprirei agora meus votos ao SENHOR, * na presença de todo o seu povo.
19 Nos átrios da casa do SENHOR, * no meio de ti, ó Jerusalém. Aleluia!


Romanos 5:1-8
1 Assim, justificados pela fé, estamos em paz com Deus, por meio de nosso Senhor Jesus Cristo. 2 Por meio dele e através da fé, nós temos acesso à graça, na qual nos mantemos e nos gloriamos, na esperança da glória de Deus. 3 E não só isso. Nós nos gloriamos também nas tribulações, sabendo que a tribulação produz a perseverança, 4 a perseverança produz a fidelidade comprovada, e a fidelidade comprovada produz a esperança. 5 E a esperança não engana, pois o amor de Deus foi derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado. 6 De fato, quando ainda éramos fracos, Cristo, no momento oportuno, morreu pelos ímpios. 7 Dificilmente se encontra alguém disposto a morrer em favor de um justo; talvez haja alguém que tenha coragem de morrer por um homem de bem. 8 Mas Deus demonstra seu amor para conosco porque Cristo morreu por nós quando ainda éramos pecadores.


Mateus 9:35-10:8 [9-23]
35 Jesus percorria todas as cidades e povoados, ensinando em suas sinagogas, pregando a Boa Notícia do Reino, e curando todo tipo de doença e enfermidade. 36 Vendo as multidões, Jesus teve compaixão, porque estavam cansadas e abatidas, como ovelhas que não têm pastor. 37 Então Jesus disse a seus discípulos: «A colheita é grande, mas os trabalhadores são poucos! 38 Por isso, peçam ao dono da colheita que mande trabalhadores para a colheita.»
Mateus 10:8[9-23]
8 Curem os doentes, ressuscitem os mortos, purifiquem os leprosos, expulsem os demônios. Vocês receberam de graça, dêem também de graça! [9 Não levem nos cintos moedas de ouro, de prata ou de cobre; 10 nem sacola para o caminho, nem duas túnicas, nem calçados, nem bastão, porque o operário tem direito ao seu alimento.
11 Em qualquer cidade ou povoado onde vocês entrarem, informem-se para saber se há alguém que é digno. E aí permaneçam até vocês se retirarem. 12 Ao entrarem na casa, façam a saudação. 13 Se a casa for digna, desça sobre ela a paz de vocês; se ela não for digna, que a paz volte para vocês. 14 Se alguém não os receber bem, e não escutar a palavra de vocês, ao sair dessa casa e dessa cidade, sacudam a poeira dos pés. 15 Eu garanto a vocês: no dia do julgamento as cidades de Sodoma e Gomorra serão tratadas com menos rigor do que essa cidade.»
16 «Eis que eu envio vocês como ovelhas no meio de lobos. Portanto, sejam prudentes como as serpentes e simples como as pombas. 17 Tenham cuidado com os homens, porque eles entregarão vocês aos tribunais e açoitarão vocês nas sinagogas deles. 18 Vocês vão ser levados diante de governadores e reis, por minha causa, a fim de serem testemunhas para eles e para as nações. 19 Quando entregarem vocês, não fiquem preocupados como ou com aquilo que vocês vão falar, porque, nessa hora, será sugerido a vocês o que vocês devem dizer. 20 Com efeito, não serão vocês que irão falar, e sim o Espírito do Pai de vocês é quem falará através de vocês.
21 O irmão entregará à morte o próprio irmão; o pai entregará o filho; os filhos se levantarão contra seus pais, e os matarão. 22 Vocês serão odiados de todos, por causa do meu nome. Mas, aquele que perseverar até o fim, esse será salvo. 23 Quando perseguirem vocês numa cidade, fujam para outra. Eu garanto que vocês não acabarão de percorrer as cidades de Israel, antes que venha o Filho do Homem].

OU

Êxodo 19:2-8a
2 partindo de Rafidim, chegaram ao deserto do Sinai e acamparam no deserto, diante da montanha. 3 Então Moisés subiu a montanha de Deus, e Javé o chamou, dizendo: «Diga à casa de Jacó e anuncie aos filhos de Israel o seguinte: 4 Vocês viram o que eu fiz aos egípcios e como carreguei vocês sobre asas de águia e os trouxe para mim. 5 Portanto, se me obedecerem e observarem a minha aliança, vocês serão minha propriedade especial entre todos os povos, porque a terra toda pertence a mim. 6 Vocês serão para mim um reino de sacerdotes e uma nação santa’. É o que você deverá dizer aos filhos de Israel». 7 Moisés voltou, convocou os anciãos do povo e expôs a eles tudo o que Javé lhe havia mandado. 8a Então todo o povo respondeu: «Faremos tudo o que Javé mandou».


Salmos Litúrgicos Livro IV
Décimo Nono Dia: Oração Vespertina
Salmo 100 Jubilate Deo
CELEBREM com júbilo ao SENHOR, * ó moradores da terra;
2 Sirvam ao SENHOR com alegria * e, cantando, vinde à sua presença.
3 Saibam que o SENHOR é DEUS; foi ele quem nos formou e nós lhe pertencemos; * somos seu povo e rebanho que ele pastoreia.
4 Venham às suas portas bendizendo e com hino aos átrios sagrados; * deem graças e bendigam seu Nome.
5 Porque o SENHOR é benigno e eterna a sua misericórdia; * e sua fidelidade subsiste de geração em geração.


Romanos 5:1-8
1 Assim, justificados pela fé, estamos em paz com Deus, por meio de nosso Senhor Jesus Cristo. 2 Por meio dele e através da fé, nós temos acesso à graça, na qual nos mantemos e nos gloriamos, na esperança da glória de Deus. 3 E não só isso. Nós nos gloriamos também nas tribulações, sabendo que a tribulação produz a perseverança, 4 a perseverança produz a fidelidade comprovada, e a fidelidade comprovada produz a esperança. 5 E a esperança não engana, pois o amor de Deus foi derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado. 6 De fato, quando ainda éramos fracos, Cristo, no momento oportuno, morreu pelos ímpios. 7 Dificilmente se encontra alguém disposto a morrer em favor de um justo; talvez haja alguém que tenha coragem de morrer por um homem de bem. 8 Mas Deus demonstra seu amor para conosco porque Cristo morreu por nós quando ainda éramos pecadores.


Mateus 9:35-10:8 [9-23]
35 Jesus percorria todas as cidades e povoados, ensinando em suas sinagogas, pregando a Boa Notícia do Reino, e curando todo tipo de doença e enfermidade. 36 Vendo as multidões, Jesus teve compaixão, porque estavam cansadas e abatidas, como ovelhas que não têm pastor. 37 Então Jesus disse a seus discípulos: «A colheita é grande, mas os trabalhadores são poucos! 38 Por isso, peçam ao dono da colheita que mande trabalhadores para a colheita.»
Mateus 10:8[9-23]
8 Curem os doentes, ressuscitem os mortos, purifiquem os leprosos, expulsem os demônios. Vocês receberam de graça, dêem também de graça! [9 Não levem nos cintos moedas de ouro, de prata ou de cobre; 10 nem sacola para o caminho, nem duas túnicas, nem calçados, nem bastão, porque o operário tem direito ao seu alimento.
11 Em qualquer cidade ou povoado onde vocês entrarem, informem-se para saber se há alguém que é digno. E aí permaneçam até vocês se retirarem. 12 Ao entrarem na casa, façam a saudação. 13 Se a casa for digna, desça sobre ela a paz de vocês; se ela não for digna, que a paz volte para vocês. 14 Se alguém não os receber bem, e não escutar a palavra de vocês, ao sair dessa casa e dessa cidade, sacudam a poeira dos pés. 15 Eu garanto a vocês: no dia do julgamento as cidades de Sodoma e Gomorra serão tratadas com menos rigor do que essa cidade.»
16 «Eis que eu envio vocês como ovelhas no meio de lobos. Portanto, sejam prudentes como as serpentes e simples como as pombas. 17 Tenham cuidado com os homens, porque eles entregarão vocês aos tribunais e açoitarão vocês nas sinagogas deles. 18 Vocês vão ser levados diante de governadores e reis, por minha causa, a fim de serem testemunhas para eles e para as nações. 19 Quando entregarem vocês, não fiquem preocupados como ou com aquilo que vocês vão falar, porque, nessa hora, será sugerido a vocês o que vocês devem dizer. 20 Com efeito, não serão vocês que irão falar, e sim o Espírito do Pai de vocês é quem falará através de vocês.
21 O irmão entregará à morte o próprio irmão; o pai entregará o filho; os filhos se levantarão contra seus pais, e os matarão. 22 Vocês serão odiados de todos, por causa do meu nome. Mas, aquele que perseverar até o fim, esse será salvo. 23 Quando perseguirem vocês numa cidade, fujam para outra. Eu garanto que vocês não acabarão de percorrer as cidades de Israel, antes que venha o Filho do Homem].

barra16
Ano B:
ISamuel 15:34—16:13; Salmo 20; II Coríntios 5:6-10[11-13] 14-17; Marcos 4:26-34 OU Ezequiel 17:22-24; Salmo 92:1-4, 12-15; II Coríntios 5:6-10[11-13] 14-17; Marcos 4:26-34

ISamuel 15:34—16:13
34 Depois Samuel voltou para Ramá. E Saul foi para sua casa, em Gabaá de Saul. 35 Enquanto viveu, Samuel nunca mais viu Saul. Contudo, Samuel chorava por Saul, porque Javé se havia arrependido de ter feito Saul rei de Israel.
ISamuel 16:1-13
1 Javé disse a Samuel: «Até quando você vai ficar lamentando Saul? Fui eu mesmo que o rejeitei como rei de Israel. Encha a vasilha de óleo. Ordeno que você vá ter com a família de Jessé, o belemita, porque eu escolhi um rei entre os filhos dele». 2 Samuel replicou: «Como posso ir? Saul me matará, se ficar sabendo!» Javé, porém, disse: «Leve um bezerro, e diga que foi fazer um sacrifício para Javé. 3 Convide Jessé para o sacrifício e eu mostrarei o que você deverá fazer; você ungirá para mim aquele que eu apontar».
4 Samuel fez o que Javé mandou. Quando chegou a Belém, os anciãos da cidade foram ansiosos ao seu encontro, e perguntaram: «Você está vindo em missão de paz?» 5 Samuel respondeu: «Sim. Eu vim para oferecer um sacrifício a Javé. Purifiquem-se e venham comigo para o sacrifício». Samuel purificou Jessé e seus filhos e os convidou para o sacrifício.
6 Quando chegou, Samuel viu Eliab e pensou: «Certamente é esse que Javé quer ungir!» 7 Javé, porém, disse a Samuel: «Não se impressione com a aparência ou estatura dele. Não é esse que eu quero, porque Deus não vê como o homem, porque o homem olha as aparências, e Javé olha o coração». 8 Jessé chamou Abinadab e o apresentou a Samuel. E Samuel disse: «Também não foi esse que Javé escolheu». 9 Jessé apresentou Sama, mas Samuel disse: «Também não foi esse que Javé escolheu». 10 Jessé apresentou a Samuel sete dos seus filhos. E Samuel respondeu: «Não foi nenhum desses que Javé escolheu». 11 Então Samuel perguntou a Jessé: «Estão aqui todos os seus filhos?» Jessé respondeu: «Falta o menor. Ele está tomando conta do rebanho». Então Samuel disse a Jessé: «Mande buscá-lo, porque não nos sentaremos à mesa enquanto ele não chegar». 12 Jessé mandou chamá-lo e o fez entrar: era ruivo, seus olhos eram belos, e tinha boa aparência. E Javé disse: «Levante-se e unja o rapaz, porque é esse». 13 Samuel pegou a vasilha de óleo e ungiu o rapaz na presença dos irmãos. Desse dia em diante, o espírito de Javé permaneceu sobre Davi. Depois Samuel voltou para Ramá.


Salmos Litúrgicos Livro 1 Quarto Dia: Oração Matutina
Salmo 20 Exaudial te Dominus
RESPONDA-TE o SENHOR no dia da tribulação; * ponha-te em segurança o santo Nome de Deus de Jacó.
2 Do santuário te envie auxílio; * e do seu santo monte te fortaleça.
3 Recorde todas as suas oferendas; * e aceite teu holocausto.
4 Conceda-te conforme teu coração deseja; * e realize todos os teus desígnios.
5 Folguemos de júbilo por teu auxílio salvador; em nome de nosso Deus arvoremos o estandarte; *o SENHOR satisfaz a todos os teus rogos.
6 Agora sei que o SENHOR salva a seu ungido; * o SENHOR lhe responde de seus santos céus, com o poder salvador de sua destra.
7 Há quem confie em carros e outros em cavalos; * nós, porém, mencionamos o Nome do SENHOR nosso Deus.
8 Fraquejam e caem; * mas nós nos erguemos e ficamos de pé.
9 O SENHOR, salva o rei; * ouve-nos no dia em que te invocarmos.


II Coríntios 5:6-10[11-13] 14-17
6 Por essa razão, estamos sempre confiantes, sabendo que enquanto habitamos neste corpo, estamos fora de casa, isto é, longe do Senhor, 7 pois caminhamos pela fé e não pela visão… 8 Sim, estamos cheios de confiança e preferimos deixar a mansão deste corpo, para irmos morar junto do Senhor. 9 Em todo caso, quer fiquemos em nossa morada, quer a deixemos, nos esforçamos por agradar ao Senhor. 10 De fato, todos deveremos comparecer diante do tribunal de Cristo, a fim de que cada um receba a recompensa daquilo que tiver feito durante a sua vida no corpo, tanto para o bem, como para o mal.
[11 Portanto, compenetrados do temor do Senhor, procuramos convencer os homens. Somos plenamente conhecidos por Deus; espero que também sejamos plenamente conhecidos pela consciência de vocês. 12 Não nos recomendamos novamente a vocês, mas queremos apenas dar-lhes ocasião de se orgulharem de nós, a fim de que vocês possam dar uma resposta para aqueles que se gloriam somente pelas aparências e não pelo que está no coração. 13 Se perdemos o bom senso, foi por causa de Deus; se nos comportamos com sensatez, foi por causa de vocês].
14 O amor de Cristo é que nos impulsiona, quando consideramos que um só morreu por todos, e conseqüentemente todos morreram. 15 Ora, Cristo morreu por todos, e assim, aqueles que vivem, já não vivem para si, mas para aquele que por eles morreu e ressuscitou. 16 Por isso, doravante não conhecemos mais ninguém pelas aparências. Mesmo que tenhamos conhecido Cristo segundo as aparências, agora já não o conhecemos assim. 17 Se alguém está em Cristo, é nova criatura. As coisas antigas passaram; eis que uma realidade nova apareceu.


Marcos 4:26-34
26 E Jesus continuou dizendo: «O Reino de Deus é como um homem que espalha a semente na terra. 27 Depois ele dorme e acorda, noite e dia, e a semente vai brotando e crescendo, mas o homem não sabe como isso acontece. 28 A terra produz fruto por si mesma: primeiro aparecem as folhas, depois a espiga e, por fim, os grãos enchem a espiga. 29 Quando as espigas estão maduras, o homem corta com a foice, porque o tempo da colheita chegou.»
30 Jesus dizia ainda: «Com que coisa podemos comparar o Reino de Deus? Que parábola podemos usar? 31 O Reino é como uma semente de mostarda, que é a menor de todas as sementes da terra. 32 Mas, quando é semeada, a mostarda cresce e torna-se maior que todas as plantas; ela dá ramos grandes, de modo que os pássaros do céu podem fazer ninhos em sua sombra.»
33 Jesus anunciava a Palavra usando muitas outras parábolas como essa, conforme eles podiam compreender. 34 Para a multidão Jesus só falava com parábolas, mas, quando estava sozinho com os discípulos, ele explicava tudo.


OU


Ezequiel 17:22-24
22 Assim diz o Senhor Javé: Eu mesmo vou tirar da copa daquele cedro um broto; da ponta cortarei um ramo bem viçoso, e eu mesmo vou plantá-lo no alto de um monte elevado. 23 É nas alturas da montanha de Israel que vou plantá-lo. Vai soltar ramos e produzir frutos, e se transformará num cedro gigante. Os passarinhos farão nele seus ninhos, e os pássaros se abrigarão à sombra de seus ramos. 24 E todas as árvores do campo saberão que sou eu, Javé, que rebaixo a árvore alta e elevo a árvore baixa, seco a árvore verde e faço brotar a árvore seca. Eu, Javé, falo e faço».


Salmo 92:1-4, 12-15
Salmos Litúrgicos Livro IV 18º Dia: Oração Matutina
Salmo 92:1-4, 12-15 Bonum est confiteri
BOM é louvar ao SENHOR, * e ao teu Nome, ó altíssimo Deus, cantar louvores.
2 Anunciar de manhã a tua misericórdia * e à noite a tua fidelidade.
3 Tangendo a lira e a cítara, * com a harpa em harmonioso acorde.
4 Pois me alegraste, SENHOR, pelos teus feitos, * exultarei nas obras de tuas mãos.
12 A pessoa justa florescerá como a palmeira; * crescerá como o cedro no Líbano.
13 As pessoas plantadas na casa do SENHOR, * florescerão nos átrios de nosso Deus.
14 Mesmo na velhice frutificarão, * serão viçosos e florescentes.
15 Para mostrarem que o SENHOR é reto, * o qual é minha rocha e não há nele injustiça.

II Coríntios 5:6-10[11-13] 14-17
6 Por essa razão, estamos sempre confiantes, sabendo que enquanto habitamos neste corpo, estamos fora de casa, isto é, longe do Senhor, 7 pois caminhamos pela fé e não pela visão… 8 Sim, estamos cheios de confiança e preferimos deixar a mansão deste corpo, para irmos morar junto do Senhor. 9 Em todo caso, quer fiquemos em nossa morada, quer a deixemos, nos esforçamos por agradar ao Senhor. 10 De fato, todos deveremos comparecer diante do tribunal de Cristo, a fim de que cada um receba a recompensa daquilo que tiver feito durante a sua vida no corpo, tanto para o bem, como para o mal.
[11 Portanto, compenetrados do temor do Senhor, procuramos convencer os homens. Somos plenamente conhecidos por Deus; espero que também sejamos plenamente conhecidos pela consciência de vocês. 12 Não nos recomendamos novamente a vocês, mas queremos apenas dar-lhes ocasião de se orgulharem de nós, a fim de que vocês possam dar uma resposta para aqueles que se gloriam somente pelas aparências e não pelo que está no coração. 13 Se perdemos o bom senso, foi por causa de Deus; se nos comportamos com sensatez, foi por causa de vocês].
14 O amor de Cristo é que nos impulsiona, quando consideramos que um só morreu por todos, e conseqüentemente todos morreram. 15 Ora, Cristo morreu por todos, e assim, aqueles que vivem, já não vivem para si, mas para aquele que por eles morreu e ressuscitou. 16 Por isso, doravante não conhecemos mais ninguém pelas aparências. Mesmo que tenhamos conhecido Cristo segundo as aparências, agora já não o conhecemos assim. 17 Se alguém está em Cristo, é nova criatura. As coisas antigas passaram; eis que uma realidade nova apareceu.


Marcos 4:26-34
26 E Jesus continuou dizendo: «O Reino de Deus é como um homem que espalha a semente na terra. 27 Depois ele dorme e acorda, noite e dia, e a semente vai brotando e crescendo, mas o homem não sabe como isso acontece. 28 A terra produz fruto por si mesma: primeiro aparecem as folhas, depois a espiga e, por fim, os grãos enchem a espiga. 29 Quando as espigas estão maduras, o homem corta com a foice, porque o tempo da colheita chegou.»
30 Jesus dizia ainda: «Com que coisa podemos comparar o Reino de Deus? Que parábola podemos usar? 31 O Reino é como uma semente de mostarda, que é a menor de todas as sementes da terra. 32 Mas, quando é semeada, a mostarda cresce e torna-se maior que todas as plantas; ela dá ramos grandes, de modo que os pássaros do céu podem fazer ninhos em sua sombra.»
33 Jesus anunciava a Palavra usando muitas outras parábolas como essa, conforme eles podiam compreender. 34 Para a multidão Jesus só falava com parábolas, mas, quando estava sozinho com os discípulos, ele explicava tudo.


barra16
Ano C:
I Reis 21:1-10 [11-14]15-21a; Salmo 5:1-8; Gálatas 2:15-21; Lucas 7:36-8:3 OU II Samuel 11:26-12:10,13-15; Salmo 32; Gálatas 2:15-21; Lucas 7:36-8:3

I Reis 21:1-10 [11-14]15-21a
1 Depois disso, aconteceu o seguinte: Nabot de Jezrael possuía uma vinha em Jezrael, perto do palácio de Acab, rei de Samaria. 2 Acab lhe fez uma proposta: «Entregue-me a sua vinha, que eu vou transformá-la em pomar, porque está perto do meu palácio. Em troca, eu darei a você uma vinha melhor, ou, se preferir, pagarei o valor dela em dinheiro». 3 Nabot, porém, respondeu: «Javé me livre de entregar a você a herança de meus pais». 4 Acab voltou para casa, aborrecido e irritado por causa da resposta de Nabot de Jezrael: «Não vou entregar a você a herança de meus pais». Deitou-se na cama, virou o rosto para a parede e não quis comer nada. 5 Sua esposa Jezabel aproximou-se e lhe disse: «Por que você está de mau humor e não quer comer?» 6 Ele respondeu: «É que eu falei com Nabot de Jezrael e lhe propus que me vendesse a vinha dele, ou, se preferisse, que trocasse por uma outra, mas ele me disse: ‘Não vou entregar a minha vinha a você’ «. 7 Então Jezabel disse ao marido: «Será que não é você quem governa Israel? Levante-se, coma, e seu coração se alegre, pois eu entregarei a você a vinha de Nabot de Jezrael».
8 Então Jezabel escreveu umas cartas em nome de Acab, selou-as com o selo do rei e as mandou aos anciãos e notáveis da cidade, concidadãos de Nabot. 9 As cartas diziam: «Proclamem um jejum e façam Nabot sentar-se nos primeiros lugares. 10 Façam comparecer diante dele dois homens sem escrúpulo, para fazer a seguinte acusação: ‘Você amaldiçoou a Deus e ao rei!’ Depois, levem Nabot para fora e o apedrejem até morrer».
[11 Os homens da cidade, anciãos e notáveis, concidadãos de Nabot, fizeram como Jezabel tinha mandado, conforme estava escrito nas cartas que haviam recebido: 12 proclamaram um jejum e colocaram Nabot nos primeiros lugares. 13 Então chegaram os dois homens sem escrúpulo, que se sentaram diante de Nabot e testemunharam contra ele, dizendo: «Nabot amaldiçoou a Deus e ao rei!» Então o levaram para fora da cidade, o apedrejaram, e ele morreu. 14 Depois, mandaram a notícia a Jezabel: «Nabot foi apedrejado e está morto»].
15 Quando Jezabel soube que Nabot tinha sido apedrejado e morrera, disse a Acab: «Levante-se e tome posse da vinha de Nabot de Jezrael, que não quis vender a vinha para você. Nabot não está mais vivo; ele morreu». 16 Quando Acab soube que Nabot estava morto, levantou-se para descer até a vinha de Nabot de Jezrael, a fim de tomar posse dela.
17 Então Javé dirigiu a palavra a Elias, o tesbita: 18 «Levante-se e desça ao encontro de Acab, rei de Israel, que está em Samaria. Ele está na vinha de Nabot, aonde foi para tomar posse. 19 Diga-lhe: Assim diz Javé: Você matou, e ainda por cima está roubando? Por isso, assim diz Javé: No mesmo lugar em que os cães lamberam o sangue de Nabot, lamberão também o seu». 20 Acab disse a Elias: «Então, meu inimigo, você me surpreendeu?» Elias respondeu: «Sim, eu surpreendi você. Pois você se deixou subornar para fazer o que Javé reprova.
21a Por isso, farei cair sobre você a desgraça.

 

Salmos Litúrgicos Livro 1 Primeiro Dia: Oração Matutina
Salmo 5:1-8 Verba mea auribus
DÁ ouvidos, SENHOR, às minhas palavras, * atende à minha meditação
2 Escuta, Rei meu e Deus meu, a voz do meu clamor; * pois a ti é que eu imploro.
3 Ó SENHOR, de manhã ouves minha voz; * de manhã te apresento a minha súplica e fico aguardando
4 Não és Deus que se compraz na maldade, *nem contigo pode assistir quem é mau.
5 Quem é arrogante não permanecerá à tua vista; * aborreces todas as pessoas que fazem o mal.
6 Não subsistirá quem mente; * o SENHOR aborrece a pessoa violenta e falsa.
7 Mas por tua misericórdia entro em tua casa; *prostro-me em direção ao teu santo templo com respeitoso temor
8 Guia-me, SENHOR, na tua retidão; * aplana diante de mim o teu caminho.


Gálatas 2:15-21
15 Nós somos judeus de nascimento, e não pagãos pecadores. 16 Sabemos, entretanto, que o homem não se torna justo pelas obras da Lei, mas somente pela fé em Jesus Cristo. Nós também acreditamos em Jesus Cristo, a fim de nos tornarmos justos pela fé em Cristo e não pela observância da Lei, pois com a observância da Lei ninguém se tornará justo. 17 Nós procuramos tornar-nos justos em Cristo; mas também somos pecadores como os outros. Então, será que Cristo estaria a serviço do pecado? Claro que não! 18 De fato, se eu reconstruo o que destruí, eu próprio me torno culpável.
19 Quanto a mim, foi através da Lei que eu morri para a Lei, a fim de viver para Deus. Fui morto na cruz com Cristo. 20 Eu vivo, mas já não sou eu que vivo, pois é Cristo que vive em mim. E esta vida que agora vivo, eu a vivo pela fé no Filho de Deus, que me amou e se entregou por mim. 21 Portanto, não torno inútil a graça de Deus, porque, se a justiça vem através da Lei, então Cristo morreu em vão.


Lucas 7:36-8:3
36 Certo fariseu convidou Jesus para uma refeição em casa. Jesus entrou na casa do fariseu, e se pôs à mesa. 37 Apareceu então certa mulher, conhecida na cidade como pecadora. Ela, sabendo que Jesus estava à mesa na casa do fariseu, levou um frasco de alabastro com perfume. 38 A mulher se colocou por trás, chorando aos pés de Jesus; com as lágrimas começou a banhar-lhe os pés. Em seguida, os enxugava com os cabelos, cobria-os de beijos, e os ungia com perfume. 39 Vendo isso, o fariseu que havia convidado Jesus ficou pensando: «Se esse homem fosse mesmo um profeta, saberia que tipo de mulher está tocando nele, porque ela é pecadora.» 40 Jesus disse então ao fariseu: «Simão, tenho uma coisa para dizer a você.» Simão respondeu: «Fala, mestre.» 41» Certo credor tinha dois devedores. Um lhe devia quinhentas moedas de prata, e o outro lhe devia cinqüenta. 42 Como não tivessem com que pagar, o homem perdoou aos dois. Qual deles o amará mais?» 43 Simão respondeu: «Acho que é aquele a quem ele perdoou mais.» Jesus lhe disse: «Você julgou certo.» 44 Então Jesus voltou-se para a mulher e disse a Simão: «Está vendo esta mulher? Quando entrei em sua casa, você não me ofereceu água para lavar os pés; ela, porém, banhou meus pés com lágrimas, e os enxugou com os cabelos. 45 Você não me deu o beijo de saudação; ela, porém, desde que entrei, não parou de beijar meus pés. 46 Você não derramou óleo na minha cabeça; ela, porém, ungiu meus pés com perfume. 47 Por essa razão, eu declaro a você: os muitos pecados que ela cometeu estão perdoados, porque ela demonstrou muito amor. Aquele a quem foi perdoado pouco, demonstra pouco amor.» 48 E Jesus disse à mulher: «Seus pecados estão perdoados.» 49 Então os convidados começaram a pensar: «Quem é esse que até perdoa pecados?» 50 Mas Jesus disse à mulher: «Sua fé salvou você. Vá em paz!»
Lucas 8:1-3
1 Depois disso, Jesus andava por cidades e povoados, pregando e anunciando a Boa Notícia do Reino de Deus. Os Doze iam com ele, 2 e também algumas mulheres que haviam sido curadas de espíritos maus e doenças: Maria, chamada Madalena, da qual haviam saído sete demônios; 3 Joana, mulher de Cuza, alto funcionário de Herodes; Susana, e várias outras mulheres, que ajudavam a Jesus e aos discípulos com os bens que possuíam.


OU


II Samuel 11:26-12:10,13-15
26 A mulher de Urias soube que seu marido tinha morrido e ficou de luto. 27 Quando terminou o luto, Davi mandou buscá-la e a recolheu em seu palácio. Davi a tomou como esposa, e ela deu à luz um filho. Javé, porém, reprovou o que Davi tinha feito.
II Samuel 12:10,13-15
1 Javé mandou o profeta Natã falar com Davi. Natã se apresentou e disse a Davi: «Havia dois homens numa cidade: um era rico e o outro era pobre. 2 O rico tinha muitos rebanhos de ovelhas e bois. 3 O pobre tinha só uma ovelha, uma ovelhinha que ele havia comprado. O pobre a criava e ela foi crescendo com ele, com seus filhos, comendo do seu pão, bebendo de sua vasilha e dormindo no seu colo. Era como filha para ele. 4 Ora, chegou uma visita à casa do homem rico, e este não quis pegar nenhuma de suas ovelhas ou vacas para servir ao viajante que o visitava. Então ele pegou a ovelha do homem pobre e a preparou para a sua visita».
5 Davi ficou furioso contra esse homem, e disse a Natã: «Pela vida de Javé, quem fez isso merece a morte. 6 Por não respeitar o que pertencia a outro, deverá pagar quatro vezes o valor da ovelha». 7 Então Natã disse a Davi: «Pois esse homem é você mesmo! Assim diz Javé, Deus de Israel: Eu ungi você como rei de Israel. E eu o salvei de Saul. 8 Eu dei a você a casa do seu senhor. Eu coloquei em seus braços as mulheres do seu senhor. Eu dei a você a casa de Israel e de Judá. E se isso ainda não é suficiente, eu darei a você qualquer outra coisa. 9 Então por que você desprezou Javé e fez o que ele reprova? Você assassinou Urias, o heteu, para se casar com a mulher dele, e matou Urias com espada dos amonitas. 10 Pois bem! A espada nunca mais se afastará de sua família, porque você me desprezou e tomou a mulher de Urias, o heteu, para se casar com ela.
13 Davi disse a Natã: «Pequei contra Javé». Então Natã disse a Davi: «Javé perdoou o seu pecado. Você não morrerá. 14 Mas, por ter ultrajado a Javé, com seu comportamento, o filho que você teve morrerá». 15 E Natã foi para casa.


Salmos Litúrgicos Livro 1 Sexto Dia: Oração Vespertina
Salmo 32 Beati quorum
FELIZ daquele cuja transgressão é perdoada, * e cujo pecado é coberto.
2 Feliz a quem o SENHOR não atribui maldade, * e em cujo espírito não há fraude.
3 Mesmo guardando silêncio, meus anos se consumiam, * também no meu gemer de manhã à tarde.
4 Pois dia e noite sobre mim pesava a tua mão; * minha seiva secava ao calor do verão.
5 Confessei-te então meu pecado; minha maldade não ocultei. * Disse eu: Confessarei ao SENHOR minhas transgressões e tu perdoaste as minhas faltas.
6 Portanto, a pessoa piedosa orará a ti, a tempo de poder encontrar-te; * e no transbordar das águas, elas não o atingirão.
7 Tu és para mim um lugar secreto; da tribulação me preservas; * tu me cercas de alegres cantos de libertação.
8 Eu te Instruirei e te guiarei no caminho que deves seguir; * olharei por ti, tendo-te debaixo de minha vista.
9 Não sejam como quem não tem entendimento, * que carecem de força para obedecerem.
10 Muitos pesares terá de curtir quem pratica a maldade; * mas quem confia no SENHOR terá misericórdia.
11 Alegrem-se no SENHOR e exultem, ó pessoas justas; * cantem de júbilo todas vocês, que têm um coração reto!

 

Gálatas 2:15-21
15 Nós somos judeus de nascimento, e não pagãos pecadores. 16 Sabemos, entretanto, que o homem não se torna justo pelas obras da Lei, mas somente pela fé em Jesus Cristo. Nós também acreditamos em Jesus Cristo, a fim de nos tornarmos justos pela fé em Cristo e não pela observância da Lei, pois com a observância da Lei ninguém se tornará justo. 17 Nós procuramos tornar-nos justos em Cristo; mas também somos pecadores como os outros. Então, será que Cristo estaria a serviço do pecado? Claro que não! 18 De fato, se eu reconstruo o que destruí, eu próprio me torno culpável.
19 Quanto a mim, foi através da Lei que eu morri para a Lei, a fim de viver para Deus. Fui morto na cruz com Cristo. 20 Eu vivo, mas já não sou eu que vivo, pois é Cristo que vive em mim. E esta vida que agora vivo, eu a vivo pela fé no Filho de Deus, que me amou e se entregou por mim. 21 Portanto, não torno inútil a graça de Deus, porque, se a justiça vem através da Lei, então Cristo morreu em vão.


Lucas 7:36-8:3
36 Certo fariseu convidou Jesus para uma refeição em casa. Jesus entrou na casa do fariseu, e se pôs à mesa. 37 Apareceu então certa mulher, conhecida na cidade como pecadora. Ela, sabendo que Jesus estava à mesa na casa do fariseu, levou um frasco de alabastro com perfume. 38 A mulher se colocou por trás, chorando aos pés de Jesus; com as lágrimas começou a banhar-lhe os pés. Em seguida, os enxugava com os cabelos, cobria-os de beijos, e os ungia com perfume. 39 Vendo isso, o fariseu que havia convidado Jesus ficou pensando: «Se esse homem fosse mesmo um profeta, saberia que tipo de mulher está tocando nele, porque ela é pecadora.» 40 Jesus disse então ao fariseu: «Simão, tenho uma coisa para dizer a você.» Simão respondeu: «Fala, mestre.» 41» Certo credor tinha dois devedores. Um lhe devia quinhentas moedas de prata, e o outro lhe devia cinqüenta. 42 Como não tivessem com que pagar, o homem perdoou aos dois. Qual deles o amará mais?» 43 Simão respondeu: «Acho que é aquele a quem ele perdoou mais.» Jesus lhe disse: «Você julgou certo.» 44 Então Jesus voltou-se para a mulher e disse a Simão: «Está vendo esta mulher? Quando entrei em sua casa, você não me ofereceu água para lavar os pés; ela, porém, banhou meus pés com lágrimas, e os enxugou com os cabelos. 45 Você não me deu o beijo de saudação; ela, porém, desde que entrei, não parou de beijar meus pés. 46 Você não derramou óleo na minha cabeça; ela, porém, ungiu meus pés com perfume. 47 Por essa razão, eu declaro a você: os muitos pecados que ela cometeu estão perdoados, porque ela demonstrou muito amor. Aquele a quem foi perdoado pouco, demonstra pouco amor.» 48 E Jesus disse à mulher: «Seus pecados estão perdoados.» 49 Então os convidados começaram a pensar: «Quem é esse que até perdoa pecados?» 50 Mas Jesus disse à mulher: «Sua fé salvou você. Vá em paz!»
Lucas 8:1-3
1 Depois disso, Jesus andava por cidades e povoados, pregando e anunciando a Boa Notícia do Reino de Deus. Os Doze iam com ele, 2 e também algumas mulheres que haviam sido curadas de espíritos maus e doenças: Maria, chamada Madalena, da qual haviam saído sete demônios; 3 Joana, mulher de Cuza, alto funcionário de Herodes; Susana, e várias outras mulheres, que ajudavam a Jesus e aos discípulos com os bens que possuíam.