DFP48 Domingo – Próprio 7

DFP48 Domingo, 24 de junho de 2018 : Próprio 7 (TC 12)

Ano A: Gênesis 21:8-21; Salmo 86:1-10, 16-17; Romanos 6:1b-11; Mateus 10:24-39 OU Jeremias 20:7-13; Salmo 69:7-10[11-15]16-18; Romanos 6:1b-11; Mateus 10:24-39

Ano B: ISamuel 17:[1a,4-11,19-23]32-49 ou I Samuel 17:57-18:5,10-16; Salmo 9:9-20 ou Salmo 133; IICoríntios 6:1-13; Marcos 4:35-41 OU Jó 38:1-11; Salmo 107:1-3, 23-32;
II Coríntios 6:1-13; Marcos 4:35-41

Ano C: I Reis 19:1-4[5-7]8-15a; Salmos 42 e 43; Gálatas 3:23-29; Lucas 8:26-39 OU Isaías 65:1-9; Salmo 22:19-28; Gálatas 3:23-29; Lucas 8:26-39


Próprio 7, (TC12) domingo de 19 a 25 de junho
Ó Poderoso Senhor, concede-nos a graça de vencer nossos temores e limitações, na proclamação da tua presença junto a todas as pessoas que chamaste para teu serviço; mediante nosso Senhor Jesus Cristo, que vive e reina contigo e com o Espírito Santo, um só Deus, agora e sempre. Amém.
* Prefácio do Dia do Senhor (Para ser usado somente aos domingos).
De Deus Pai
Pois Tu és a fonte da luz e da vida; fizeste-nos à tua imagem e nos chamaste a uma vida nova em Jesus Cristo, nosso Senhor.
De Deus Filho
Mediante Jesus Cristo, nosso Senhor, que, no primeiro dia da semana, venceu a morte e o túmulo, e, por sua gloriosa ressurreição, nos abriu as portas da vida eterna.
De Deus Espírito Santo
Porque nos fizeste nascer da água e do Espírito Santo, tornando-nos teu povo, em Jesus Cristo, nosso Senhor, para manifestar a tua glória ao mundo.

barra16
Ano A:
Gênesis 21:8-21; Salmo 86:1-10, 16-17; Romanos 6:1b-11; Mateus 10:24-39 OU Jeremias 20:7-13; Salmo 69:7-10[11-15]16-18; Romanos 6:1b-11; Mateus 10:24-39

Gênesis 21:8-21
8 O menino cresceu e foi desmamado. E no dia em que Isaac foi desmamado, Abraão deu uma grande festa. 9 Ora, Sara viu que o filho que Abraão tinha tido com a egípcia Agar estava zombando de seu filho Isaac. 10 Então ela disse a Abraão: «Expulse essa escrava e o filho dela, para que o filho dessa escrava não seja herdeiro com meu filho Isaac». 11 Abraão ficou muito desgostoso com isso, porque Ismael era seu filho. 12 Mas Deus lhe disse: «Não fique aflito por causa do menino e da escrava. Atenda ao pedido de Sara, pois será através de Isaac que sua descendência levará o nome que você tem. 13 Entretanto, também do filho da escrava eu farei uma grande nação, pois ele é descendência sua». 14 Abraão levantou-se de manhã, pegou pão e um cantil de água e os deu a Agar; colocou a criança sobre os ombros dela e depois a mandou embora.
Ela saiu e andava errante pelo deserto de Bersabéia. 15 Quando acabou a água do cantil, ela pôs a criança debaixo de um arbusto 16 e foi sentar-se na frente, a distância de um tiro de arco. Ela pensava: «Não quero ver a criança morrer!» E sentou-se a distância. O menino começou a chorar. 17 Deus ouviu os gritos da criança, e o anjo de Deus, lá do céu, chamou Agar, dizendo: «O que é que você tem, Agar? Não tenha medo, pois Deus ouviu os gritos do menino que aí está. 18 Levante-se, pegue o menino e segure-o firme, porque eu farei dele uma grande nação». 19 Deus abriu os olhos de Agar e ela viu um poço. Foi encher o cantil e deu de beber ao menino.
20 Deus estava com o menino. Ele cresceu, morou no deserto e tornou-se um arqueiro. 21 Morou no deserto de Farã, e sua mãe escolheu para ele uma mulher egípcia.

 

Salmos Litúrgicos Livro III Décimo Sétimo Dia: Oração Matutina
Salmo 86:1-10,16-17 Inclina, Domine
INCLINA os teus ouvidos e ouve-me, ó SENHOR, * porque estou em necessitdade e aflição.
2 Preserva a minha alma, pois sou fiel; * ó Deus, salva teu povo que em ti confia.
3 Tem piedade de mim, ó SENHOR, * pois a ti clamo todo o dia.
4 Alegra-te! Ó alma de quem serve, porque a ti, SENHOR, minha alma elevo.
5 Porquanto tu, meu SENHOR, és bom e pronto em perdoar, * e tua bondade é abundante para com quem te invoca.
6 Escuta, ó SENHOR, minha oração; * e atende à voz de minhas súplicas.
7 No dia da tribulação eu clamo a ti, * e tu me responderás.
8 Ninguém existe semelhante a ti, meu SENHOR; * nem há obras que se aproximem das tuas.
9 Todas as nações que criaste virão e se prostraro perante ti, meu SENHOR, * e glorificarão o teu Nome.
10 Porque tu és altíssimo e operas maravilhas; * só tu és Deus.
16 Volta-te para mim e tem de mim piedade; * fortalece quem te serve e salva o que nasceu de tua serva.
17 Mostra-me uma prova do teu favor, para que a vejam e se envergonhem quem me odeia;* pois tu, SENHOR, me tens ajudado e confortado.


Romanos 6:1b-11
1b Devemos permanecer no pecado para que haja abundância da graça? 2 De forma nenhuma! Uma vez que já morremos para o pecado, como poderíamos ainda viver no pecado? 3 Ou vocês não sabem que todos nós, que fomos batizados em Jesus Cristo, fomos batizados na sua morte? 4 Pelo batismo fomos sepultados com ele na morte, para que, assim como Cristo foi ressuscitado dos mortos por meio da glória do Pai, assim também nós possamos caminhar numa vida nova. 5 Se permanecermos completamente unidos a Cristo com morte semelhante à dele, também permaneceremos com ressurreição semelhante à dele. 6 Sabemos muito bem que o nosso homem velho foi crucificado com Cristo, para que o corpo de pecado fosse destruído e assim não sejamos mais escravos do pecado. 7 De fato, quem está morto, está livre do pecado. 8 Mas, se estamos mortos com Cristo, acreditamos que também viveremos com ele, 9 pois sabemos que Cristo, ressuscitado dos mortos, não morre mais; a morte já não tem poder sobre ele. 10 Porque morrendo, Cristo morreu de uma vez por todas para o pecado; vivendo, ele vive para Deus. 11 Assim também vocês considerem-se mortos para o pecado e vivos para Deus, em Jesus Cristo.


Mateus 10:24-39
24 O discípulo não está acima do mestre, nem o servo acima do seu senhor. 25 Para o discípulo basta ser como o seu mestre, e para o servo ser como o seu senhor. Se chamaram de Belzebu o dono da casa, quanto mais os que são da casa dele!»
26 «Não tenham medo deles, pois não há nada de escondido que não venha a ser revelado, e não existe nada de oculto que não venha a ser conhecido. 27 O que digo a vocês na escuridão, repitam à luz do dia, e o que vocês escutam em segredo, proclamem sobre os telhados. 28 Não tenham medo daqueles que matam o corpo, mas não podem matar a alma. Pelo contrário, tenham medo daquele que pode arruinar a alma e o corpo no inferno! 29 Não se vendem dois pardais por alguns trocados? No entanto, nenhum deles cai no chão sem o consentimento do Pai de vocês. 30 Quanto a vocês, até os cabelos da cabeça estão todos contados. 31 Não tenham medo! Vocês valem mais do que muitos pardais. 32 Portanto, todo aquele que der testemunho de mim diante dos homens, também eu darei testemunho dele diante do meu Pai que está no céu. 33 Aquele, porém, que me renegar diante dos homens, eu também o renegarei diante do meu Pai que está no céu.»
34 «Não pensem que eu vim trazer paz à terra; eu não vim trazer a paz, e sim a espada. 35 De fato, eu vim separar o filho de seu pai, a filha de sua mãe, a nora de sua sogra. 36 E os inimigos do homem serão os seus próprios familiares. 37 Quem ama seu pai ou mãe mais do que a mim, não é digno de mim. Quem ama seu filho ou sua filha mais do que a mim, não é digno de mim. 38 Quem não toma a sua cruz e não me segue, não é digno de mim. 39 Quem procura conservar a própria vida, vai perdê-la. E quem perde a sua vida por causa de mim, vai encontrá-la.»

OU

Jeremias 20:7-13
7 Tu me seduziste, Javé, e eu me deixei seduzir. Foste mais forte do que eu e venceste. Sirvo de piada o dia todo e todo mundo caçoa de mim. 8 Quando falo, é aos gritos, clamando: «Violência! Opressão!» A palavra de Javé ficou sendo para mim motivo de vergonha e gozação o dia todo. 9 Eu me dizia: «Não pensarei mais nele, não falarei mais no seu nome!» Era como se houvesse no meu coração um fogo ardente, fechado em meus ossos. «Estou cansado de suportar, não agüento mais!» 10 Eu escutava muita gente comentando: «Terror ao redor. Denunciem, vamos denunciá-lo». Todos os meus amigos esperam que eu tropece: «Quem sabe ele se deixe seduzir! Então o dominaremos e nos vingaremos dele». 11 Javé, porém, está ao meu lado como valente guerreiro. Por isso, aqueles que me perseguem tropeçarão e não conseguirão vencer; eles ficarão profundamente envergonhados, porque não terão êxito, e a vergonha deles será eterna e inesquecível. 12 Javé dos exércitos, tu que examinas o justo e vês os rins e o coração, que eu possa ver a tua vingança contra eles, pois foi a ti que eu confiei a minha causa.
13 Cantem a Javé, louvem a Javé, pois ele livrou a vida do pobre das mãos dos malvados.


Salmos Litúrgicos

Livro II
Décimo Terceiro Dia: Oração Vespertina
Salmo 69:7-10[11-15]16-18 Salvum me fac
7 Pois tenho por teu amor suportado insultos; * desonra cobre meu rosto.
8 Tornei-me uma pessoa estranha a meus irmãos e irmãs; * sim, pessoa alheia para os filhos e filhas de minha mãe.
9 Porquanto o zelo de tua casa me consumiu; * e a afronta dos que a ti blasfemam sobre mim caiu.
10 Quando chorei e castiguei com jejum a minha alma, * isto se me tornou em insultos.
11 Quando de luto fiz a minha vestimenta, * fui para muita gente, como um provérbio.
12 Falam contra mim quem assenta-se à porta; * sou objeto da cantiga de gente bêbada.
13 Eu, porém, SENHOR, dirijo a ti minha súplica, em tempo favorável; * responde-me, ó Deus, segundo a tua grande misericórdia, com a verdade da tua salvação.
14 Livra-me do lamaçal e que não me afunde; * ssalva-me de quem me odeia e da profundeza das águas.
15 Não me arrebate a correnteza, nem me trague o abismo; * não se cerre a cova sobre mim.
16 Ouve-me, SENHOR, pois infinita é a tua misericórdia; * olha para mim segundo a grandeza de tua piedade.
17 Não escondas de quem te serve a tua face, porque vivo em angústia; * oh! responde-me depressa!
18 Acerca-te de minha alma e redime-a; * resgata-a por causa de quem me quer mal.


Romanos 6:1b-11
1b Devemos permanecer no pecado para que haja abundância da graça? 2 De forma nenhuma! Uma vez que já morremos para o pecado, como poderíamos ainda viver no pecado? 3 Ou vocês não sabem que todos nós, que fomos batizados em Jesus Cristo, fomos batizados na sua morte? 4 Pelo batismo fomos sepultados com ele na morte, para que, assim como Cristo foi ressuscitado dos mortos por meio da glória do Pai, assim também nós possamos caminhar numa vida nova. 5 Se permanecermos completamente unidos a Cristo com morte semelhante à dele, também permaneceremos com ressurreição semelhante à dele. 6 Sabemos muito bem que o nosso homem velho foi crucificado com Cristo, para que o corpo de pecado fosse destruído e assim não sejamos mais escravos do pecado. 7 De fato, quem está morto, está livre do pecado. 8 Mas, se estamos mortos com Cristo, acreditamos que também viveremos com ele, 9 pois sabemos que Cristo, ressuscitado dos mortos, não morre mais; a morte já não tem poder sobre ele. 10 Porque morrendo, Cristo morreu de uma vez por todas para o pecado; vivendo, ele vive para Deus. 11 Assim também vocês considerem-se mortos para o pecado e vivos para Deus, em Jesus Cristo.


Mateus 10:24-39
24 O discípulo não está acima do mestre, nem o servo acima do seu senhor. 25 Para o discípulo basta ser como o seu mestre, e para o servo ser como o seu senhor. Se chamaram de Belzebu o dono da casa, quanto mais os que são da casa dele!»
26 «Não tenham medo deles, pois não há nada de escondido que não venha a ser revelado, e não existe nada de oculto que não venha a ser conhecido. 27 O que digo a vocês na escuridão, repitam à luz do dia, e o que vocês escutam em segredo, proclamem sobre os telhados. 28 Não tenham medo daqueles que matam o corpo, mas não podem matar a alma. Pelo contrário, tenham medo daquele que pode arruinar a alma e o corpo no inferno! 29 Não se vendem dois pardais por alguns trocados? No entanto, nenhum deles cai no chão sem o consentimento do Pai de vocês. 30 Quanto a vocês, até os cabelos da cabeça estão todos contados. 31 Não tenham medo! Vocês valem mais do que muitos pardais. 32 Portanto, todo aquele que der testemunho de mim diante dos homens, também eu darei testemunho dele diante do meu Pai que está no céu. 33 Aquele, porém, que me renegar diante dos homens, eu também o renegarei diante do meu Pai que está no céu.»
34 «Não pensem que eu vim trazer paz à terra; eu não vim trazer a paz, e sim a espada. 35 De fato, eu vim separar o filho de seu pai, a filha de sua mãe, a nora de sua sogra. 36 E os inimigos do homem serão os seus próprios familiares. 37 Quem ama seu pai ou mãe mais do que a mim, não é digno de mim. Quem ama seu filho ou sua filha mais do que a mim, não é digno de mim. 38 Quem não toma a sua cruz e não me segue, não é digno de mim. 39 Quem procura conservar a própria vida, vai perdê-la. E quem perde a sua vida por causa de mim, vai encontrá-la.»


barra16
Ano B:
ISamuel 17:[1a,4-11,19-23]32-49 ou I Samuel 17:57-18:5,10-16; Salmo 9:9-20 ou Salmo 133; IICoríntios 6:1-13; Marcos 4:35-41 OU Jó 38:1-11; Salmo 107:1-3, 23-32;
II Coríntios 6:1-13; Marcos 4:35-41

ISamuel 17:[1a,4-11,19-23]32-49
1a Os filisteus reuniram suas tropas para a guerra e se concentraram em Soco de Judá
4 Saiu então do exército filisteu um guerreiro enorme chamado Golias, de Gat, com quase três metros de altura. 5 Tinha na cabeça um capacete de bronze, vestia um colete de malha de bronze que pesava mais de cinqüenta quilos, 6 usava perneiras de bronze e tinha nos ombros um escudo de bronze. 7 A haste de sua lança era como travessa de tear, e a ponta da lança pesava seis quilos. Seu escudeiro ia na frente.
8 Golias postou-se na frente das fileiras de Israel e gritou: «Por que vocês saíram para lutar? Eu sou filisteu, e vocês são escravos de Saul. Escolham alguém para lutar comigo. 9 Se ele for mais forte e me derrotar, seremos escravos de vocês. Se eu for mais forte e o vencer, vocês serão nossos escravos e servirão a nós». 10 E continuou: «Estou desafiando hoje o exército de Israel! Apresentem alguém, e lutaremos corpo a corpo!» 11 Saul e os israelitas ouviram o desafio do filisteu e ficaram cheios de medo.
19 Eles estão com Saul e os israelitas, combatendo os filisteus no vale do Terebinto».
20 Davi se levantou de madrugada, deixou o rebanho aos cuidados de um guarda, pegou a carga e partiu, como Jessé lhe havia ordenado. Quando chegou perto das trincheiras, o exército estava saindo para tomar posição e lançava o grito de guerra. 21 Israelitas e filisteus entraram em formação, frente a frente. 22 Davi deixou a carga com o bagageiro, correu para a linha de batalha e perguntou aos irmãos se estavam bem. 23 Enquanto conversava com eles, o guerreiro filisteu chamado Golias, de Gat, saiu das fileiras do exército filisteu e fez o desafio. Davi ouviu tudo.
32 Davi disse a Saul: «Ninguém deve ficar desanimado. Este seu servo irá lutar com o tal filisteu!» 33 Saul respondeu a Davi: «Você não pode lutar com o filisteu! Você é apenas um rapaz! Ele é guerreiro desde a juventude!» 34 Davi replicou: «Seu servo é pastor das ovelhas de meu pai. Se chega um leão ou urso e agarra uma ovelha do rebanho, 35 eu vou atrás, o ataco e arranco a ovelha de sua goela; se ele me ataca, eu o agarro pela juba e o mato a pauladas. 36 Seu servo é capaz de matar leões e ursos. Pois bem: esse filisteu incircunciso, que desafiou o exército do Deus vivo, será como um deles». 37 E Davi acrescentou: «Javé me livrou das garras do leão e do urso. Ele me livrará também das mãos desse filisteu». Então Saul lhe disse: «Vá. E que Javé esteja com você!» 38 Saul vestiu Davi com sua própria armadura, colocou-lhe na cabeça um capacete de bronze, revestiu-o com a sua couraça, 39 e pôs a espada na cintura dele, sobre a armadura. Em vão Davi tentou andar, pois nunca tinha usado nada disso. Então falou a Saul: «Não consigo nem andar com essas coisas. Não estou acostumado». Tirou tudo, 40 pegou o cajado, escolheu cinco pedras bem lisas no riacho e as colocou no seu bornal. Depois pegou a funda e foi ao encontro do filisteu.
41 O filisteu, tendo na frente o escudeiro, foi se aproximando cada vez mais de Davi. 42 Olhou Davi de alto a baixo e o desprezou, porque era jovem. Além disso, ruivo e de bela aparência. 43 O filisteu disse a Davi: «Será que sou um cão, para você vir ao meu encontro com um pedaço de pau?» Depois invocou seus deuses para amaldiçoar Davi. 44 E disse: «Venha cá. Vou dar sua carne para as aves do céu e os animais do campo!» 45 Mas Davi replicou: «Você vem contra mim armado de espada, lança e escudo. E eu vou contra você em nome de Javé dos exércitos, o Deus do exército de Israel, que você desafiou. 46 Hoje mesmo Javé entregará você em minhas mãos: vou ferir você e arrancarei a sua cabeça; hoje mesmo vou entregar seu cadáver e os cadáveres do exército dos filisteus para as aves do céu e os animais do campo. Desse modo, toda a terra saberá que existe um Deus em Israel. 47 Toda essa multidão saberá que não é com espada e lança que Javé sai vitorioso, porque se trata de uma guerra de Javé, e ele entregará vocês em nossas mãos».
48 Enquanto o filisteu se aprumava e se aproximava de Davi pouco a pouco, Davi correu depressa para se posicionar e enfrentar o filisteu. 49 Davi enfiou a mão no bornal, pegou uma pedra, atirou-a com a funda e acertou na testa do filisteu. A pedra afundou na testa do filisteu, que caiu de bruços no chão.


ou


I Samuel 17:57-18:5,10-16
57 Quando Davi matou o filisteu e voltou, Abner o pegou e o levou até Saul. Davi estava com a cabeça do filisteu na mão. 58 Saul lhe perguntou: «Quem é seu pai, rapaz?» Davi respondeu: «Sou filho de seu servo Jessé, o belemita».
I Samuel 18:1-5,10-16
1 Quando Davi terminou de falar com Saul, Jônatas se afeiçoou a Davi, e Jônatas o amou como a si mesmo. 2 Nesse dia, Saul reteve Davi e não deixou que ele voltasse para a casa de seu pai. 3 Jônatas fez um pacto com Davi, porque o amava como a si mesmo. 4 Jônatas tirou o manto que usava e o deu a Davi, juntamente com suas roupas, a espada, o arco e o cinturão. 5 Nas expedições, em qualquer parte por onde Saul mandava Davi, este se saía bem. Então Saul o estabeleceu como chefe dos homens de guerra. Ele era estimado por toda a tropa e também pelos ministros de Saul.
10 No dia seguinte, um espírito mau provindo de Deus tomou conta de Saul, que começou a delirar dentro de casa. Como de costume, Davi estava tocando harpa e Saul tinha a lança na mão. 11 Saul atirou a lança, dizendo: «Vou cravar Davi na parede». Davi, porém, conseguiu escapar duas vezes.
12 Saul tinha medo de Davi, porque Javé tinha abandonado Saul e agora estava com Davi. 13 Por isso, Saul afastou Davi, nomeando-o chefe de uma ala do exército. E Davi comandava expedições da tropa. 14 Em todas as campanhas, Davi se saía muito bem, e Javé estava com ele. 15 Saul via que Davi era sempre bem-sucedido, e entrou em pânico. 16 Mas todos em Israel e Judá gostavam de Davi, porque era ele quem os guiava em suas expedições.

 

Salmos Litúrgicos Livro 1 Segundo Dia: Oração Matutina
Salmo 9:9-20 Confitebor tibi
9 Será assim o SENHOR um refúgio para as pessoas oprimidas; *um refúgio nos tempos de tribulação.
10 Em ti confiará os que conhece teu Nome; *porque tu, SENHOR, nunca abandonaste quem te busca.
11 Cantem louvores ao SENHOR; * anunciem seus feitos entre os povos.
12 Pois quando vinga o derramamento de sangue, *não esquece o clamor das pessoas aflitas.
13 Compadece-te de mim, SENHOR, *olha para a minha aflição, tu que me levantas das portas da morte.
14 Para que eu proclame os teus louvores, * e me alegre na tua salvação.
15 Os povos caíram na armadilha *que eles mesmos prepararam.
16 O SENHOR é conhecido pela sua justiça; *quem pratica maldade se embaraça nas suas próprias obras.
17 Para quem pratica o mal e quem esquece de Deus, *só resta a morada da perdição.
18 Mas a pessoa necessitada não será oprimida para sempre; *nem a esperança de quem é pobre será esquecida perpetuamente .
19 Exalta-te, SENHOR, para que não prevaleça a vontade humana; *perante ti serão julgados os povos.
20 Dá-lhes temor, ó SENHOR; *saibam as nações que todas são mortais.


ou


Salmos Litúrgicos Livro V Vigésimo Oitavo Dia: Oração Matutina
Salmo 133 Ecce, quam bonum!
OH! Quão bom e quão suave * é que os irmãos e irmãs habitem em união!
2 É como óleo bom derramado na cabeça, * que desce sobre a barba , a barba de Arão, * e vai até a orla dos seus vestidos.
3 É como orvalho do Hermon, que desce sobre os montes dc Sião; * Porque ali o SENHOR ordena a bênção, * sim, a vida para sempre.


IICoríntios 6:1-13
1 Visto que somos colaboradores de Deus, nós exortamos vocês para que não recebam a graça de Deus em vão. 2 Pois Deus diz na Escritura: «Eu escutei você no tempo favorável, e no dia da salvação vim em seu auxílio.» É agora o momento favorável. É agora o dia da salvação.
3 De nossa parte, evitamos dar qualquer motivo de escândalo, para que o nosso ministério não seja criticado. 4 Pelo contrário, em tudo nos recomendamos como ministros de Deus: pela grande perseverança nas tribulações, necessidades, angústias, 5 açoites, prisões, desordens, fadigas, vigílias e jejuns; 6 pela pureza, ciência, paciência e bondade, pela atuação do Espírito Santo, pelo amor sem fingimento, 7 pela palavra da verdade, pelo poder de Deus, pelas armas ofensivas e defensivas da justiça; 8 na glória e no desprezo, na boa e na má fama; tidos como impostores e, no entanto, dizendo a verdade; 9 como desconhecidos e, no entanto, conhecidos; como agonizantes e, no entanto, estamos vivos; como castigados e, no entanto, livres da morte; 10 como tristes e, no entanto, sempre alegres; como indigentes e, no entanto, enriquecendo a muitos; nada tendo, mas tudo possuindo.
11 Coríntios, eu lhes falo com franqueza: meu coração está aberto para vocês. 12 Em mim, não falta lugar para os acolher, mas em troca vocês têm o coração estreito. 13 Paguem a nós com a mesma moeda. Eu lhes falo como a filhos; abram também o coração de vocês!


Marcos 4:35-41
35 Nesse dia, quando chegou a tarde, Jesus disse a seus discípulos: «Vamos para o outro lado do mar.» 36 Então os discípulos deixaram a multidão e o levaram na barca, onde Jesus já se encontrava. E outras barcas estavam com ele.
37 Começou a soprar um vento muito forte, e as ondas se lançavam dentro da barca, de modo que a barca já estava se enchendo de água. 38 Jesus estava na parte de trás da barca, dormindo com a cabeça num travesseiro. Os discípulos o acordaram e disseram: «Mestre, não te importa que nós morramos?» 39 Então Jesus se levantou e ameaçou o vento e disse ao mar: «Cale-se! Acalme-se!» O vento parou e tudo ficou calmo. 40 Depois Jesus perguntou aos discípulos: «Por que vocês são tão medrosos? Vocês ainda não têm fé?» 41 Os discípulos ficaram muito cheios de medo e diziam uns aos outros: «Quem é esse homem, a quem até o vento e o mar obedecem?»


OU


Jó 38:1-11
1 Então Javé, do meio da tempestade, respondeu a Jó e disse: 2 «Quem é esse que escurece o meu projeto com palavras sem sentido? 3 Se você é homem, esteja pronto: vou interrogá-lo, e você me responderá. 4 Onde você estava quando eu colocava os fundamentos da terra? Diga-me, se é que você tem tanta inteligência! 5 Você sabe quem fixou as dimensões da terra? Quem a mediu com a trena? 6 Onde se encaixam suas bases, ou quem foi que assentou sua pedra angular, 7 enquanto os astros da manhã aclamavam e todos os filhos de Deus aplaudiam? 8 Quem fechou o mar com uma porta, quando ele irrompeu, jorrando do seio materno? 9 Quando eu coloquei as nuvens como roupas dele e névoas espessas como cueiros? 10 Quando lhe coloquei limites com portas e trancas, 11 e lhe disse: ‘Você vai chegar até aqui, e não passará. Aqui se quebrará a soberba de suas ondas’?

 

Salmos Litúrgicos Livro V Vigésimo Segundo Dia: Oração Matutina
Salmo 107:1-3,23-32 Confitemini Domino
RENDAM graças ao SENHOR, porque ele é bom, * porque é eterna a sua misericórdia.
2 Digam as pessoas redimidas do SENHOR, * quem resgatou das mãos de quem as oprimia.
3 E as congregou de muitos povos, * do Oriente e do Ocidente, do Norte e do Sul.
23 Quem desce ao mar em navios, * fazendo comércio pelas grandes águas.
24 Quem vê as obras do SENHOR, * e seus prodígios em alto mar.
25 Pois ele ordena e um vento tempestuoso se levanta, * que eleva as ondas.
26 Quem sobe aos céus, desce aos abismos; * sua alma se angustia de aflição.
27 Andam e cambaleiam como gente bêbada; * perdem todo o tino.
28 Clamam ao SENHOR em sua tribulação, * e da angústia recebem libertação.
29 Ele transforma a tempestade em bonança, * e as ondas se aquietam.
30 Então se alegram porque voltou a calma, * e ele lhes conduz ao porto desejado.
31 Rendam, pois, graças ao SENHOR pela sua bondade, * e por suas maravilhas para com a humanidade.
32 Exaltem-no também na congregação do povo, * e louvem-no na assembléia dos anciãos.

 

IICoríntios 6:1-13
1 Visto que somos colaboradores de Deus, nós exortamos vocês para que não recebam a graça de Deus em vão. 2 Pois Deus diz na Escritura: «Eu escutei você no tempo favorável, e no dia da salvação vim em seu auxílio.» É agora o momento favorável. É agora o dia da salvação.
3 De nossa parte, evitamos dar qualquer motivo de escândalo, para que o nosso ministério não seja criticado. 4 Pelo contrário, em tudo nos recomendamos como ministros de Deus: pela grande perseverança nas tribulações, necessidades, angústias, 5 açoites, prisões, desordens, fadigas, vigílias e jejuns; 6 pela pureza, ciência, paciência e bondade, pela atuação do Espírito Santo, pelo amor sem fingimento, 7 pela palavra da verdade, pelo poder de Deus, pelas armas ofensivas e defensivas da justiça; 8 na glória e no desprezo, na boa e na má fama; tidos como impostores e, no entanto, dizendo a verdade; 9 como desconhecidos e, no entanto, conhecidos; como agonizantes e, no entanto, estamos vivos; como castigados e, no entanto, livres da morte; 10 como tristes e, no entanto, sempre alegres; como indigentes e, no entanto, enriquecendo a muitos; nada tendo, mas tudo possuindo.
11 Coríntios, eu lhes falo com franqueza: meu coração está aberto para vocês. 12 Em mim, não falta lugar para os acolher, mas em troca vocês têm o coração estreito. 13 Paguem a nós com a mesma moeda. Eu lhes falo como a filhos; abram também o coração de vocês!


Marcos 4:35-41
35 Nesse dia, quando chegou a tarde, Jesus disse a seus discípulos: «Vamos para o outro lado do mar.» 36 Então os discípulos deixaram a multidão e o levaram na barca, onde Jesus já se encontrava. E outras barcas estavam com ele.
37 Começou a soprar um vento muito forte, e as ondas se lançavam dentro da barca, de modo que a barca já estava se enchendo de água. 38 Jesus estava na parte de trás da barca, dormindo com a cabeça num travesseiro. Os discípulos o acordaram e disseram: «Mestre, não te importa que nós morramos?» 39 Então Jesus se levantou e ameaçou o vento e disse ao mar: «Cale-se! Acalme-se!» O vento parou e tudo ficou calmo. 40 Depois Jesus perguntou aos discípulos: «Por que vocês são tão medrosos? Vocês ainda não têm fé?» 41 Os discípulos ficaram muito cheios de medo e diziam uns aos outros: «Quem é esse homem, a quem até o vento e o mar obedecem?»


barra16
Ano C:
I Reis 19:1-4[5-7]8-15a; Salmos 42 e 43; Gálatas 3:23-29; Lucas 8:26-39 OU Isaías 65:1-9; Salmo 22:19-28; Gálatas 3:23-29; Lucas 8:26-39

I Reis 19:1-4[5-7]8-15a
1 Acab contou a Jezabel o que Elias tinha feito e como tinha matado a fio de espada todos os profetas. 2 Então Jezabel mandou um mensageiro a Elias, com este recado: «Que os deuses me castiguem se amanhã, a esta hora, eu não tiver feito com você o mesmo que você fez com os profetas». 3 Elias ficou com medo, levantou-se e partiu para se salvar. Chegou a Bersabéia, em Judá, e aí deixou o seu servo. 4 E continuou a caminhar mais um dia pelo deserto. Por fim, sentou-se debaixo de uma árvore e desejou a morte, dizendo: «Chega, Javé! Tira a minha vida, porque eu não sou melhor que meus pais». [5 Deitou-se debaixo da árvore e dormiu. Então um anjo o tocou e lhe disse: «Levante-se e coma». 6 Elias abriu os olhos e viu bem perto da cabeça um pão assado sobre pedras quentes, e uma jarra de água. Comeu, bebeu e deitou-se outra vez. 7 Mas o anjo de Javé o tocou de novo, e lhe disse: «Levante-se e coma, pois o caminho é superior às suas forças».]
8 Elias se levantou, comeu, bebeu e, sustentado pela comida, caminhou quarenta dias e quarenta noites até o Horeb, a montanha de Deus.
9 Elias entrou na gruta da montanha, e aí passou a noite. Então Javé lhe dirigiu a palavra, perguntando: «Elias, o que é que você está fazendo aqui?» 10 Elias respondeu: «O zelo por Javé dos exércitos me consome, porque os israelitas abandonaram tua aliança, derrubaram teus altares e mataram teus profetas. Sobrei somente eu, e eles querem me matar também». 11 Javé lhe disse: «Saia e fique no alto da montanha, diante de Javé, pois Javé vai passar». Então aconteceu um furacão que de tão violento rachava as montanhas e quebrava as rochas diante de Javé. No entanto, Javé não estava no furacão. Depois do furacão, houve um terremoto. Javé porém não estava no terremoto. 12 Depois do terremoto, apareceu fogo, e Javé não estava no fogo. Depois do fogo, ouviu-se uma brisa suave. 13 Ouvindo-a, Elias cobriu o rosto com o manto, saiu e ficou na entrada da gruta. Ouviu, então, uma voz que lhe dizia: «O que é que você está fazendo aqui, Elias?» 14 E Elias respondeu: «O zelo de Javé dos exércitos me consome, porque os israelitas abandonaram tua aliança, derrubaram teus altares e mataram teus profetas a fio de espada. Sobrei somente eu, e eles querem me matar também».15a Javé disse a Elias: «Pegue o caminho de volta, em direção ao deserto de Damasco.


Salmos 42 e 43
Salmos Litúrgicos Livro II Oitavo Dia: Oração Vespertina
Salmo 42 Quemadmodum
COMO a corça anseia por águas correntes, * assim minha alma suspira por ti, ó DEUS.
2 Minha alma tem sede de DEUS, do DEUS vivo; * quando virei comparecer diante de Deus?
3 Minhas lágrimas têm sido meu alimento dia e noite; * enquanto me dizem constantemente: Onde está o teu DEUS?
4 Pudera recordar-me e dilatar dentro de mim meu espírito; * de como eu passava com a multidão e a guiava à casa de DEUS, com voz de alegre canto e louvor, com a multidão em festivo alvoroço.
5 Por que estás abatida, ó minha alma? E por que te perturbas no meu íntimo? * Espera em DEUS, que ainda o louvarei, pelo auxílio de sua presença.
6 Ó DEUS meu, dentro de mim está abatida a minha alma; * desde o Jordão e em toda parte me lembrarei de ti.
7 Um abismo chama outro abismo, no ruído das cataratas; * todas as tuas ondas e vagas passaram sobre mim.
8 E, contudo, de dia o SENHOR me assistirá com a sua misericórdia; * e de noite estará comigo um cântico, súplica ao Deus de minha vida.
9 Direi a Deus, fortaleza minha: Por que te esqueceste de mim? * Por que tenho de prantear a opressão de quem é contra mim?
10 Sinto que me ferem, quando as pessoas adversárias me ofendem * e me dizem: Onde está o teu DEUS?
11 Por que estás abatida, ó minha alma? E por que te perturbas no meu íntimo? * Espera em Deus, que ainda o louvarei, pois é ele a salvação de minha pessoa e DEUS meu.
Salmo 43 Judica me, Deus
FAZE-ME justiça, ó Deus, defende minha causa contra gente má; * livra-me da pessoa fraudulenta e perversa.
2 Pois és tu o Deus que me protege; por que me rejeitas? * E por que vivo o abatimento sob a opressão de pessoas inimigas?
3 Envia a tua luz e a tua verdade, para que elas me guiem; * e me levem ao teu santo monte e à tua morada.
4 Possa eu então chegar ao altar de DEUS, a DEUS, que é a minha grande alegria; * e louvar-te ao som da harpa, ó DEUS, DEUS meu!
5 Por que estás abatida, ó minha alma? E por que te perturbas no meu íntimo? * Espera em Deus, que ainda o louvarei, pois é ele a salvação de minha pessoa e DEUS meu.


Gálatas 3:23-29
23 Antes que chegasse a fé, a Lei tomava conta de nós, à espera da fé que devia ser revelada. 24 A Lei, portanto, é para nós como um pedagogo que nos conduziu a Cristo, para que nos tornássemos justos mediante a fé.
25 Chegada a fé, já não estamos sob os cuidados de um pedagogo. 26 De fato, vocês todos são filhos de Deus pela fé em Jesus Cristo, 27 pois todos vocês, que foram batizados em Cristo, se revestiram de Cristo. 28 Não há mais diferença entre judeu e grego, entre escravo e homem livre, entre homem e mulher, pois todos vocês são um só em Jesus Cristo. 29 E se vocês pertencem a Cristo, então vocês são de fato a descendência de Abraão e herdeiros conforme a promessa.


Lucas 8:26-39
26 Jesus e os discípulos desembarcaram na região dos gerasenos, que está diante da Galiléia. 27 Ao descer à terra, um homem da cidade foi ao encontro de Jesus. Ele era possuído por demônios, e há muito tempo não se vestia, nem morava em casa, mas nos túmulos. 28 Vendo Jesus, o homem começou a gritar, caiu aos pés dele, e falou com voz forte: «Que há entre mim e ti, Jesus, Filho do Deus Altíssimo? Eu te peço, não me atormentes!» 29 O homem falou assim, porque Jesus tinha mandado que o espírito mau saísse dele. De fato, muitas vezes o espírito tinha tomado posse dele. Para protegê-lo, o prendiam com correntes e algemas; ele, porém, arrebentava as correntes, e o demônio o levava para lugares desertos. 30 Então Jesus lhe perguntou: «Qual é o seu nome?» Ele respondeu: «Meu nome é Legião.» Pois muitos demônios tinham entrado nele. 31 Os demônios pediam que Jesus não os mandasse para o abismo.
32 Havia aí perto uma numerosa manada de porcos, pastando na montanha. Os demônios pediram a Jesus que os deixasse entrar nos porcos. Jesus deixou. 33 Os demônios saíram do homem, e entraram nos porcos. E a manada atirou-se monte abaixo para dentro do lago, onde se afogou.
34 Vendo o que havia acontecido, os homens que cuidavam dos porcos saíram correndo, e espalharam a notícia na cidade e nos campos. 35 E as pessoas foram ver o que tinha acontecido. Foram até Jesus, e encontraram o homem, de quem os demônios tinham saído, sentado aos pés de Jesus; estava vestido e no seu perfeito juízo. E ficaram com medo. 36 Os que tinham presenciado o fato anunciaram a eles como o endemoninhado tinha sido salvo. 37 E todo o povo da região dos gerasenos pediu que Jesus fosse embora, para longe deles, porque estavam tomados de grande medo. Jesus entrou na barca, e foi embora. 38 O homem de quem os demônios tinham saído pedia para ficar com Jesus. Mas Jesus o despediu, dizendo: 39 «Volte para sua casa, e conte tudo o que Deus fez por você.» E ele foi embora, proclamando pela cidade inteira tudo o que Jesus havia feito em seu favor.


OU


Isaías 65:1-9
1 Eu me apresentei para aqueles que não perguntavam por mim; deixei que me encontrassem aqueles que não me procuravam. E ao povo que não invocava o meu nome eu dizia: «Aqui estou, aqui estou!» 2 A cada dia eu estendia a mão para um povo desobediente; eles andavam por um mau caminho, seguindo seus próprios caprichos; 3 era um povo que me provocava sempre, bem na minha cara. Ficavam oferecendo sacrifícios em jardins, e queimavam incenso em cima de tijolos. 4 Moravam em cemitérios, passavam a noite em esconderijos, em seus pratos comiam carne de porco e alimentos impuros. 5 Diziam coisas assim: «Fique longe de mim! Não se aproxime de mim, que para você eu me tornei sagrado». Isso fez a minha ira fumegar como fogo que arde o dia inteiro. 6 Isso tudo está escrito diante de mim; eu não me calarei até que tenha pago 7 as culpas de vocês e de seus pais, diz Javé. Eles queimaram incenso nos lugares altos e me insultaram no cimo das colinas; eu calcularei o pagamento devido às suas obras antigas. 8 Assim diz Javé: Quando alguém encontra o caldo escorrendo no cacho de uvas, costuma dizer: «Não vamos cortá-lo, porque tem uma bênção!» Assim, a mesma coisa vou fazer por causa dos meus servos, para não arrancá-los todos. 9 De Jacó farei brotar uma descendência, de Judá sairá o herdeiro das minhas montanhas. Meus escolhidos serão seus donos, e aí meus servos irão morar.

 

Salmos Litúrgicos Livro 1 Quarto Dia: Oração Vespertina
Salmo 22:19-28 Deus, Deus meus
19 Tu,porém, SENHOR, não te afastes! * O força minha, dá-te pressa em socorrer-me.
20 Livra da espada minha vida; * do poder do cão minha vida preciosa.
21 Salva-me da boca do leão; * sim, ouviste-me dentre os chifres dos búfalos.
22 A meus irmãos e irmãs proclamei teu Nome; * no meio da congregação louvarei, dizendo:
23 Vocês que temem ao SENHOR, louvem-no! * Glorifiquem-no e reverenciem-no vocês, descendentes de Israel.
24 Porque o SENHOR jamais desprezou nem detestou a dor de quem vive a aflição; * nem lhe escondeu a face; mas ouviu quando clamou por socorro.
25 De ti parte meu louvor na grande congregação; * cumprirei meus votos na presença de quem o teme.
26 Pessoas pobres hão de comer e fartar-se; * que busca o SENHOR o louvará; que a alma de vocês viva para sempre!
27 Todos os confins da terra se lembrarão e hão de converter-se ao SENHOR; *renderão culto na tua presença todas as famílias das nações.
28 Porque do SENHOR é o reino; * é ele quem sobre as nações domina.

 

Gálatas 3:23-29
23 Antes que chegasse a fé, a Lei tomava conta de nós, à espera da fé que devia ser revelada. 24 A Lei, portanto, é para nós como um pedagogo que nos conduziu a Cristo, para que nos tornássemos justos mediante a fé.
25 Chegada a fé, já não estamos sob os cuidados de um pedagogo. 26 De fato, vocês todos são filhos de Deus pela fé em Jesus Cristo, 27 pois todos vocês, que foram batizados em Cristo, se revestiram de Cristo. 28 Não há mais diferença entre judeu e grego, entre escravo e homem livre, entre homem e mulher, pois todos vocês são um só em Jesus Cristo. 29 E se vocês pertencem a Cristo, então vocês são de fato a descendência de Abraão e herdeiros conforme a promessa.


Lucas 8:26-39
26 Jesus e os discípulos desembarcaram na região dos gerasenos, que está diante da Galiléia. 27 Ao descer à terra, um homem da cidade foi ao encontro de Jesus. Ele era possuído por demônios, e há muito tempo não se vestia, nem morava em casa, mas nos túmulos. 28 Vendo Jesus, o homem começou a gritar, caiu aos pés dele, e falou com voz forte: «Que há entre mim e ti, Jesus, Filho do Deus Altíssimo? Eu te peço, não me atormentes!» 29 O homem falou assim, porque Jesus tinha mandado que o espírito mau saísse dele. De fato, muitas vezes o espírito tinha tomado posse dele. Para protegê-lo, o prendiam com correntes e algemas; ele, porém, arrebentava as correntes, e o demônio o levava para lugares desertos. 30 Então Jesus lhe perguntou: «Qual é o seu nome?» Ele respondeu: «Meu nome é Legião.» Pois muitos demônios tinham entrado nele. 31 Os demônios pediam que Jesus não os mandasse para o abismo.
32 Havia aí perto uma numerosa manada de porcos, pastando na montanha. Os demônios pediram a Jesus que os deixasse entrar nos porcos. Jesus deixou. 33 Os demônios saíram do homem, e entraram nos porcos. E a manada atirou-se monte abaixo para dentro do lago, onde se afogou.
34 Vendo o que havia acontecido, os homens que cuidavam dos porcos saíram correndo, e espalharam a notícia na cidade e nos campos. 35 E as pessoas foram ver o que tinha acontecido. Foram até Jesus, e encontraram o homem, de quem os demônios tinham saído, sentado aos pés de Jesus; estava vestido e no seu perfeito juízo. E ficaram com medo. 36 Os que tinham presenciado o fato anunciaram a eles como o endemoninhado tinha sido salvo. 37 E todo o povo da região dos gerasenos pediu que Jesus fosse embora, para longe deles, porque estavam tomados de grande medo. Jesus entrou na barca, e foi embora. 38 O homem de quem os demônios tinham saído pedia para ficar com Jesus. Mas Jesus o despediu, dizendo: 39 «Volte para sua casa, e conte tudo o que Deus fez por você.» E ele foi embora, proclamando pela cidade inteira tudo o que Jesus havia feito em seu favor.