DSabc03 – ABC – Lit Eucarística para o Dia de Santo Estêvão, Diácono e Mártir

DSabc3 – ABC – Lit Eucarística para o Dia de Santo Estêvão, Diácono e Mártir – Cor: vermelhoSalmo 31 ou 31:1-5; Jeremias 26:1-9, 12-15; Atos 6:8-7:2a, 51c-60; Mateus 23:34-39

Coleta: Santo Estevão, diácono e mártir, 26 de dezembro
Rendemos-te graças, ó Senhor da glória, pelo exemplo do primeiro mártir Estevão, que fixou seus olhos no céu e orou por aquelas pessoas que perseguiam a teu bendito Filho Jesus Cristo, o qual está à destra da tua majestade, onde vive e reina contigo e com o Espírito Santo, um só Deus, agora e sempre. Amém.
* Prefácio da Encarnação:

Porque nos deste Jesus Cristo, teu único Filho, o qual, por obra do Espírito Santo, nasceu neste tempo da Virgem Maria, e foi feito homem, para que nós, libertos do pecado, recebêssemos o poder de sermos teus filhos.
 

Salmos Litúrgicos
Livro 1
Sexto Dia: Oração Matutina
Salmo 31  In te, Domine, speravi
EM ti, SENHOR, busco refúgio: não seja eu jamais confundido; * livra-me em tua retidão.
2 Inclina para mim os teus ouvidos, apressa-te em me livrar; * sê para mim um rochedo inexpugnável, um baluarte onde me salve.
3 Pois tu és a rocha de minha salvação e minha fortaleza; * tu me conduzirás e guiarás, por amor do teu Nome.
4 Tirar-me-ás do laço oculto, que me armaram; * pois tu és a minha fortaleza.
5 Nas tuas mãos entrego o meu espírito; * tu me redimiste, ó SENHOR, Deus de verdade.
6 Aborreço os que se entregam a vaidades enganosas; * eu, porém, confio no SENHOR.
7 Exultarei e alegrar-me-ei na tua misericórdia; * pois vês a minha aflição, conheces as angústias de minha alma.
8 Não me abandonaste ao poder de quem é contra mim; * antes firmaste meus pés em lugar amplo.
9 Compadece-te de mim, porque estou atribulado; * estão consumidos de tristeza os meus olhos, a minha alma e o meu corpo.
10 Minha vida está gasta de pesar e os meus anos de suspiros; * por causa da maldade desfalece minha força e meus ossos se consomem.
11 Tornei-me uma vergonha por causa de quem é contra mim, especialmente entre os minha vizinhança e as pessoas que me conhecem; * quem me via na rua fugia de mim.
12 De mim se esqueceram em seu coração; * sou como um vaso quebrado.
13 Ouvi a difamação de muitos, terror por todos os lados; enquanto consultavam contra mim, * tentaram tirar-me a vida.
14 Mas eu confiei em ti, SENHOR; * eu disse: Tu és o meu Deus.
15 Os meus dias estão nas tuas mãos; * livra-me de quem é contra mim e de quem me persegue.
16 Faz resplandecer tua face sobre quem te serve; * salva-me por tua benignidade.
17 Não me envergonhes, SENHOR, porque te invoco; * envergonha e emudece as pessoas más.
18 Emudeçam os lábios mentirosos, * que falam insolentemente contra apessoa  justa, com orgulho e desprezo.
19 Oh! quão grande é a bondade que preservas para quem te teme! * Tu a preparaste para quem em ti confia, perante a humanidade.
20 Tu proteges estas pessoas na intimidade da tua presença; * no teu abrigo estarão livres das intrigas humanas.
21 Bendito seja o SENHOR, * pois numa cidade fortificada fez maravilhosa a sua misericórdia para comigo.
22 Dizia eu na minha precipitação: Me retiraste de diante de teus olhos; * -mas tu ouviste a voz das minhas súplicas quando a ti clamei.
23 Amem ao SENHOR, vocês que vivem em santidade; * porque o SENHOR guarda quem é fiel, mas castiga quem usa de arrogância.
24 Tenham bom ânimo e fortaleça-se o coração de vocês; * vocês,  todas as pessoas que esperam no SENHOR.

Ou

Salmos Litúrgicos
Livro 1
Sexto Dia: Oração Matutina
Salmo 31:1-5  In te, Domine, speravi
EM ti, SENHOR, busco refúgio: não seja eu jamais confundido; * livra-me em tua retidão.
2 Inclina para mim os teus ouvidos, apressa-te em me livrar; * sê para mim um rochedo inexpugnável, um baluarte onde me salve.
3 Pois tu és a rocha de minha salvação e minha fortaleza; * tu me conduzirás e guiarás, por amor do teu Nome.
4 Tirar-me-ás do laço oculto, que me armaram; * pois tu és a minha fortaleza.
5 Nas tuas mãos entrego o meu espírito; * tu me redimiste, ó SENHOR, Deus de verdade.

Jeremias 26:1-9, 12-15 
1 No princípio do reino de Jeoiaquim, filho de Josias, rei de Judá, veio da parte do Senhor esta palavra, dizendo:
2 Assim diz o Senhor: Põe-te no átrio da casa do Senhor e dize a todas as cidades de Judá que vêm adorar na casa do Senhor, todas as palavras que te mando que lhes fales; não omitas uma só palavra.
3 Bem pode ser que ouçam, e se convertam cada um do seu mau caminho, para que eu desista do mal que intento fazer-lhes por causa da maldade das suas ações.
4 Dize-lhes pois: Assim diz o Senhor: Se não me derdes ouvidos para andardes na minha lei, que pus diante de vós,
5 e para ouvirdes as palavras dos meus servos, os profetas, que eu com insistência vos envio, mas não ouvistes;
6 então farei que esta casa seja como Siló, e farei desta cidade uma maldição para todas as nações da terra.
7 E ouviram os sacerdotes, e os profetas, e todo o povo, a Jeremias, anunciando estas palavras na casa do Senhor.
8 Tendo Jeremias acabado de dizer tudo quanto o Senhor lhe havia ordenado que dissesse a todo o povo, pegaram nele os sacerdotes, e os profetas, e todo o povo, dizendo: Certamente morrerás.
9 Por que profetizaste em nome do Senhor, dizendo: Será como Siló esta casa, e esta cidade ficará assolada e desabitada? E ajuntou-se todo o povo contra Jeremias, na casa do Senhor.
12 E falou Jeremias a todos os príncipes e a todo o povo, dizendo: O Senhor enviou-me a profetizar contra esta casa, e contra esta cidade, todas as palavras que ouvistes.
13 Agora, pois, melhorai os vossos caminhos e as vossas ações, e ouvi a voz do Senhor vosso Deus, e o Senhor desistirá do mal que falou contra vós.
14 Quanto a mim, eis que estou nas vossas mãos; fazei de mim conforme o que for bom e reto aos vossos olhos.
15 Sabei, porém, com certeza que, se me matardes a mim, trareis sangue inocente sobre vós, e sobre esta cidade, e sobre os seus habitantes; porque, na verdade, o Senhor me enviou a vós, para dizer aos vossos ouvidos todas estas palavras.

Atos 6:8-7:2a, 51c-60
8 Ora, Estêvão, cheio de graça e poder, fazia prodígios e grandes sinais entre o povo.
9 Levantaram-se, porém, alguns que eram da sinagoga chamada dos libertos, dos cireneus, dos alexandrinos, dos da Cilícia e da Ásia, e disputavam com Estêvão;
10 e não podiam resistir à sabedoria e ao Espírito com que falava.
11 Então subornaram uns homens para que dissessem: Temo-lo ouvido proferir palavras blasfemas contra Moisés e contra Deus.
12 Assim excitaram o povo, os anciãos, e os escribas; e investindo contra ele, o arrebataram e o levaram ao sinédrio;
13 e apresentaram falsas testemunhas que diziam: Este homem não cessa de proferir palavras contra este santo lugar e contra a lei;
14 porque nós o temos ouvido dizer que esse Jesus, o nazareno, há de destruir este lugar e mudar os costumes que Moisés nos transmitiu.
15 Então todos os que estavam assentados no sinédrio, fitando os olhos nele, viram o seu rosto como de um anjo.
Atos 7:1-2a, 51c-60 
1 E disse o sumo sacerdote: Porventura são assim estas coisas?
2 Estêvão respondeu: Irmãos e pais, ouvi.
51c como o fizeram os vossos pais, assim também vós.
52 A qual dos profetas não perseguiram vossos pais? Até mataram os que dantes anunciaram a vinda do Justo, do qual vós agora vos tornastes traidores e homicidas,
53 vós, que recebestes a lei por ordenação dos anjos, e não a guardastes.
54 Ouvindo eles isto, enfureciam-se em seus corações, e rangiam os dentes contra Estêvão.
55 Mas ele, cheio do Espírito Santo, fitando os olhos no céu, viu a glória de Deus, e Jesus em pé à direita de Deus,
56 e disse: Eis que vejo os céus abertos, e o Filho do homem em pé à direita de Deus.
57 Então eles gritaram com grande voz, taparam os ouvidos, e arremeteram unânimes contra ele
58 e, lançando-o fora da cidade o apedrejavam. E as testemunhas depuseram as suas vestes aos pés de um mancebo chamado Saulo.
59 Apedrejavam, pois, a Estêvão que orando, dizia: Senhor Jesus, recebe o meu espírito.
60 E pondo-se de joelhos, clamou com grande voz: Senhor, não lhes imputes este pecado. Tendo dito isto, adormeceu. E Saulo consentia na sua morte.


Mateus 23:34-39
34 Portanto, eis que eu vos envio profetas, sábios e escribas: e a uns deles matareis e crucificareis; e a outros os perseguireis de cidade em cidade;
35 para que sobre vós caia todo o sangue justo, que foi derramado sobre a terra, desde o sangue de Abel, o justo, até o sangue de Zacarias, filho de Baraquias, que mataste entre o santuário e o altar.
36 Em verdade vos digo que todas essas coisas hão de vir sobre esta geração.
37 Jerusalém, Jerusalém, que matas os profetas, apedrejas os que a ti são enviados! quantas vezes quis eu ajuntar os teus filhos, como a galinha ajunta os seus pintos debaixo das asas, e não o quiseste!
38 Eis aí abandonada vos é a vossa casa.
39 Pois eu vos declaro que desde agora de modo nenhum me vereis, até que digais: Bendito aquele que vem em nome do Senhor.