ODC175 Quarta

ODC175 Quarta-feira: Salmo 48; Números 24:1-14; Lucas 1:26-38
Salmos Litúrgicos Livro II Nono Dia: Oração Vespertina

Salmo 48 Magnus Dominus
GRANDE é o SENHOR e digno de louvor excelso; * na cidade de nosso Deus, no seu santo monte.
2 Beleza sublime e alegria de todo país é o monte de Sião, * sobre os lados do Norte, a cidade do grande Rei.
3 Deus, em seus palácios, * é conhecido como alto refúgio.
4 Os reis se ajuntaram, * e marcharam unidos.
5 Mas, quando viram, ficaram assombrados; * conturbados, apressaram-se em fugir.
6 Ali se apoderou deles o pavor, * e ficaram em grande sofrimento.
7 Os navios inimigos se quebram, * com o sopro do vento oriental.
8 Como temos ouvido, assim vimos, na cidade do SENHOR Todo-poderoso, na cidade de nosso DEUS; * DEUS a estabelecerá para sempre.
9 Nós nos recordamos, ó DEUS, da tua misericórdia; * no meio de teu templo!
10 Tal como teu Nome, ó Deus, assim teu louvor se estende até os confins da terra; * a tua mão está cheia de justiça!
11 Alegre-se o monte de Sião e alegrem-se os filhos e filhas de teu povo, * por causa de teus juízos.
12 Vão ao redor de Sião e circundem-na; * contem suas torres.
13 Observem suas fortificações e notem bem seus palácios; * para contar às gerações futuras.
14 Porque este DEUS é nosso DEUS para todo o sempre; * é ele quem nos guiará perpetuamente.


Números 24:1-14
1 Quando Balaão viu que agradava ao Senhor abençoar Israel, não recorreu à magia como nas outras vezes, mas voltou o rosto para o deserto.
2 Então viu Israel acampado, tribo por tribo; e o Espírito de Deus veio sobre ele,
3 e ele pronunciou este oráculo:
“Palavra de Balaão, filho de Beor,
palavra daquele cujos olhos
veem claramente,
4 palavra daquele que ouve
as palavras de Deus,
daquele que vê a visão
que vem do Todo-poderoso,
daquele que cai prostrado
e vê com clareza:
5 “Quão belas são as suas tendas,
ó Jacó,
as suas habitações, ó Israel!
6 Como vales estendem-se,
como jardins que margeiam rios,
como aloés plantados pelo Senhor,
como cedros junto às águas.
7 Seus reservatórios de água
transbordarão;
suas lavouras serão bem irrigadas.
“O seu rei será maior do que Agague;
o seu reino será exaltado.
8 Deus os está trazendo do Egito;
eles têm a força do boi selvagem.
Devoram nações inimigas
e despedaçam seus ossos;
com suas flechas os atravessam.
9 Como o leão e a leoa
eles se abaixam e se deitam,
quem ousará despertá-los?
Sejam abençoados
os que os abençoarem,
e amaldiçoados
os que os amaldiçoarem!”
10 Então acendeu-se a ira de Balaque contra Balaão, e, batendo as palmas das mãos, disse: “Eu o chamei para amaldiçoar meus inimigos, mas você já os abençoou três vezes!
11 Agora, fuja para a sua casa! Eu disse que daria a você generosa recompensa, mas o Senhor o impediu de recebê-la”.
12 Mas Balaão respondeu a Balaque: “Eu bem que avisei aos mensageiros que você me enviou:
13 ‘Mesmo que Balaque me desse o seu palácio cheio de prata e de ouro, eu não poderia fazer coisa alguma de minha própria vontade, boa ou má, que vá além da ordem do Senhor, e devo dizer somente o que o Senhor disser.’
14 Agora estou voltando para o meu povo, mas venha, deixe-me adverti-lo do que este povo fará ao seu povo nos dias futuros”.


Lucas 1:26-38
O nascimento de Jesus anunciado a Maria
26 No sexto mês Deus enviou o anjo Gabriel a Nazaré, cidade da Galileia,
27 a uma virgem prometida em casamento a certo homem chamado José, descendente de Davi. O nome da virgem era Maria.
28 O anjo, aproximando-se dela, disse: “Alegre-se, agraciada! O Senhor está com você!”
29 Maria ficou perturbada com essas palavras, pensando no que poderia significar esta saudação.
30 Mas o anjo lhe disse:
“Não tenha medo, Maria;
você foi agraciada por Deus!
31 Você ficará grávida
e dará à luz um filho,
e lhe porá o nome de Jesus.
32 Ele será grande
e será chamado
Filho do Altíssimo.
O Senhor Deus lhe dará
o trono de seu pai Davi,
33 e ele reinará para sempre sobre o povo de Jacó;
seu Reino jamais terá fim”.
34 Perguntou Maria ao anjo: “Como acontecerá isso se sou virgem?”
35 O anjo respondeu: “O Espírito Santo virá sobre você, e o poder do Altíssimo a cobrirá com a sua sombra. Assim, aquele que há de nascer será chamado Santo, Filho de Deus.
36 Também Isabel, sua parenta, terá um filho na velhice; aquela que diziam ser estéril já está em seu sexto mês de gestação.
37 Pois nada é impossível para Deus”.
38 Respondeu Maria: “Sou serva do Senhor; que aconteça comigo conforme a tua palavra”. Então o anjo a deixou.