ODC181 Quarta

ODC181 Quarta-feira: Salmo 124; Daniel 1:1-21; Lucas 1:46b-55

Salmos Litúrgicos Livro V Vigésimo Sétimo Dia: Oração Matutina
Salmo 124 Nisi quia Dominus
SE NÃO fora o SENHOR, que esteve ao nosso lado, * ora diga Israel:
2 Se não fora o SENHOR, que esteve ao nosso lado, * quando as pessoas se levantaram contra nós.
3 Então nos teriam engolido vivos, * quando sua ira se acendeu contra nós.
4 Teriam as águas transbordado sobre nós, * e teria a torrente passado sobre nossa alma.
5 Então as águas impetuosas, * sobre nossa alma teriam passado.
6 Bendito seja o SENHOR, * que não nos entregou como presa, quem era contra nós.
7 Nossa alma, qual pássaro, escapou do laço dos caçadores; * partiu-se o laço e nós escapamos.
8 O nosso auxílio está em o Nome do SENHOR, * que fez o céu e a terra.


Daniel 1:1-21
A preparação de Daniel na Babilónia
1 No terceiro ano do reinado de Jeoaquim, rei de Judá, Nabucodonosor, rei da Babilônia, veio a Jerusalém e a sitiou.
2 E o Senhor entre­gou Jeoaquim, rei de Judá, nas suas mãos, e também alguns dos utensílios do templo de Deus. Ele levou os utensílios para o templo do seu deus na terra de Sinear e os colocou na casa do tesouro do seu deus.
3 Depois o rei ordenou a Aspenaz, o chefe dos oficiais da sua corte, que trouxesse alguns dos israelitas da família real e da nobreza:
4 jovens sem defeito físico, de boa aparência, cultos, inteligentes, que dominassem os vários campos do conhecimento e fossem capacitados para servir no palácio do rei. Ele deveria ensinar-lhes a língua e a literatura dos babilônios.
5 De sua própria mesa, o rei designou-lhes uma porção diária de comida e de vinho. Eles receberiam um treinamento durante três anos e depois disso passariam a servir o rei.
6 Entre esses estavam alguns que vieram de Judá: Daniel, Hananias, Misael e Azarias.
7 O chefe dos oficiais deu-lhes novos nomes: a Daniel deu o nome de Beltessazar; a Hananias, Sadraque; a Misael, Mesaque; e a Azarias, Abede-Nego.
8 Daniel, contudo, decidiu não se tornar impuro com a comida e com o vinho do rei, e pediu ao chefe dos oficiais permissão para se abster deles.
9 E Deus fez com que o homem fosse bondoso para com Daniel e tivesse simpa­tia por ele.
10 Apesar disso, ele disse a Daniel: “Tenho medo do rei, o meu senhor, que deter­minou a comida e a bebida de vocês. E se ele os achar menos saudáveis que os outros jovens da mesma idade? O rei poderia pedir a minha cabeça por causa de vocês”.
11 Daniel disse então ao homem que o chefe dos oficiais tinha encarregado de cuidar dele e de Hananias, Misael e Azarias:
12 “Peço que faça uma experiência com os seus servos durante dez dias: Não nos dê nada além de vegetais para comer e água para beber.
13 Depois compare a nossa aparência com a dos jovens que comem a comida do rei, e trate os seus servos de acordo com o que você concluir”.
14 Ele concordou e fez a experiência com eles durante dez dias.
15 Passados os dez dias, eles pareciam mais saudáveis e mais fortes do que todos os jovens que comiam a comida da mesa do rei.
16 Assim o encarregado tirou a comida especial e o vinho que haviam sido designados e em lugar disso lhes dava vegetais.
17 A esses quatro jovens Deus deu sabedoria e inteligência para conhecerem todos os aspec­tos da cultura e da ciência. E Daniel, além disso, sabia interpretar todo tipo de visões e sonhos.
18 Ao final do tempo estabelecido pelo rei para que os jovens fossem trazidos à sua presen­ça, o chefe dos oficiais os apresentou a Nabuco­donosor.
19 O rei conversou com eles, e não encontrou ninguém comparável a Daniel, Hana­nias, Misael e Azarias; de modo que eles passa­ram a servir o rei.
20 O rei lhes fez perguntas sobre todos os assuntos que exigiam sabedoria e conhecimento e descobriu que eram dez vezes mais sábios do que todos os magos e encantadores de todo o seu reino.
21 Daniel permaneceu ali até o primeiro ano do rei Ciro.


Lucas 1:46b-55
O cântico de Maria
46b “Minha alma engrandece
ao Senhor,
47 e o meu espírito se alegra
em Deus,
meu Salvador,
48 pois atentou
para a humildade
da sua serva.
De agora em diante,
todas as gerações
me chamarão
bem-aventurada,
49 pois o Poderoso fez
grandes coisas em meu favor;
santo é o seu nome.
50 A sua misericórdia estende-se aos que o temem,
de geração em geração.
51 Ele realizou poderosos feitos com seu braço;
dispersou os que são soberbos
no mais íntimo do coração.
52 Derrubou governantes
dos seus tronos,
mas exaltou os humildes.
53 Encheu de coisas boas
os famintos,
mas despediu de mãos vazias os ricos.
54 Ajudou a seu servo Israel,
lembrando-se
da sua misericórdia
55 para com Abraão
e seus descendentes
para sempre,
como dissera
aos nossos antepassados”.