ODC207 Sexta

ODC207 Sexta-feira: Salmo 22:19-28; Isaías 57:1-13; Gálatas 3:15-22 OU Salmos 42 e Salmo 43; Jó 6:14-30; Gálatas 3:15-22

Salmos Litúrgicos Livro 1 Quarto Dia: Oração Vespertina
Salmo 22:19-28 Deus, Deus meus
19 Tu,porém, SENHOR, não te afastes! * O força minha, dá-te pressa em socorrer-me.
20 Livra da espada minha vida; * do poder do cão minha vida preciosa.
21 Salva-me da boca do leão; * sim, ouviste-me dentre os chifres dos búfalos.
22 A meus irmãos e irmãs proclamei teu Nome; * no meio da congregação louvarei, dizendo:
23 Vcês que temem ao SENHOR, louvem-no! * Glorifiquem-no e reverenciem-no vocês, descendentes de Israel.
24 Porque o SENHOR jamais desprezou nem detestou a dor de quem vive a aflição; * nem lhe escondeu a face; mas ouviu quando clamou por socorro.
25 De ti parte meu louvor na grande congregação; * cumprirei meus votos na presença de quem o teme.
26 Pessoas pobres hão de comer e fartar-se; * que busca o SENHOR o louvará; que a alma de vocês viva para sempre!
27 Todos os confins da terra se lembrarão e hão de converter-se ao SENHOR; *renderão culto na tua presença todas as famílias das nações.
28 Porque do SENHOR é o reino; * é ele quem sobre as nações domina.


Isaías 57:1-13
1 O justo perece, e ninguém pondera
isso em seu coração;
homens piedosos são tirados,
e ninguém entende
que os justos são tirados
para serem poupados do mal.
2 Aqueles que andam retamente
entrarão na paz;
acharão descanso na morte.
3 “Mas vocês, aproximem-se,
vocês, filhos de adivinhas,
vocês, prole de adúlteros e de prostitutas!
4 De quem vocês estão zombando?
De quem fazem pouco caso?
E para quem mostram a língua?
Não são vocês uma ninhada de rebeldes,
uma prole de mentirosos?
5 Vocês ardem de desejo
entre os carvalhos
e debaixo de toda árvore frondosa;
vocês sacrificam seus filhos nos vales
e debaixo de penhascos salientes.
6 Os ídolos entre as pedras lisas
dos vales são a sua porção;
são a sua parte.
Isso mesmo! Para eles você derramou
ofertas de bebidas
e apresentou ofertas de cereal.
Poderei eu contentar-me com isso?
7 Você fez o leito numa colina
alta e soberba;
ali você subiu para oferecer sacrifícios.
8 Atrás de suas portas e dos seus batentes
você pôs os seus símbolos pagãos.
Ao me abandonar,
você descobriu seu leito,
subiu nele e o deixou escancarado;
fez acordo com aqueles
cujas camas você ama
e dos quais contemplou a nudez.
9 Você foi até Moloque
com azeite de oliva
e multiplicou os seus perfumes.
Você enviou seus embaixadores
a lugares distantes;
você desceu ao fundo do poço!
10 Você se cansou
com todos os seus caminhos,
mas não quis dizer: ‘Não há esperança!’
Você recuperou as forças,
e por isso não esmoreceu.
11 “De quem você teve tanto medo e tremor
ao ponto de agir com falsidade para comigo,
não se lembrar de mim
e não ponderar isso em seu coração?
Não será por que há muito estou calado
que você não me teme?
12 Sua retidão e sua justiça exporei,
e elas não a beneficiarão.
13 Quando você clamar por ajuda,
que a sua coleção de ídolos a salve!
O vento levará todos eles,
um simples sopro os arrebatará.
Mas o homem que faz de mim o seu refúgio
receberá a terra por herança
e possuirá o meu santo monte.”

Gálatas 3:15-22
A lei e a promessa
15 Irmãos, humanamente falando, ninguém pode anular um testamento depois de ratificado nem acrescentar-lhe algo.
16 Assim também as promessas foram feitas a Abraão e ao seu descendente. A Escritura não diz: “E aos seus descendentes”, como se falasse de muitos, mas: “Ao seu descendente”, dando a entender que se trata de um só, isto é, Cristo.
17 Quero dizer isto: A Lei, que veio quatrocentos e trinta anos depois, não anula a aliança previamente estabelecida por Deus, de modo que venha a invalidar a promessa.
18 Pois, se a herança depende da Lei, já não depende de promessa. Deus, porém, concedeu-a gratuitamente a Abraão mediante promessa.
19 Qual era então o propósito da Lei? Foi acrescentada por causa das transgressões, até que viesse o Descendente a quem se referia a promessa, e foi promulgada por meio de anjos, pela mão de um mediador.
20 Contudo, o mediador representa mais de um; Deus, porém, é um.
21 Então, a Lei opõe-se às promessas de Deus? De maneira nenhuma! Pois, se tivesse sido dada uma lei que pudesse conceder vida, certamente a justiça viria da lei.
22 Mas a Escritura encerrou tudo debaixo do pecado, a fim de que a promessa, que é pela fé em Jesus Cristo, fosse dada aos que creem.

OU

Salmos Litúrgicos Livro II Oitavo Dia: Oração Vespertina
Salmo 42 Quemadmodum
COMO a corça anseia por águas correntes, * assim minha alma suspira por ti, ó DEUS.
2 Minha alma tem sede de DEUS, do DEUS vivo; * quando virei comparecer diante de Deus?
3 Minhas lágrimas têm sido meu alimento dia e noite; * enquanto me dizem constantemente: Onde está o teu DEUS?
4 Pudera recordar-me e dilatar dentro de mim meu espírito; * de como eu passava com a multidão e a guiava à casa de DEUS, com voz de alegre canto e louvor, com a multidão em festivo alvoroço.
5 Por que estás abatida, ó minha alma? E por que te perturbas no meu íntimo? * Espera em DEUS, que ainda o louvarei, pelo auxílio de sua presença.
6 Ó DEUS meu, dentro de mim está abatida a minha alma; * desde o Jordão e em toda parte me lembrarei de ti.
7 Um abismo chama outro abismo, no ruído das cataratas; * todas as tuas ondas e vagas passaram sobre mim.
8 E, contudo, de dia o SENHOR me assistirá com a sua misericórdia; * e de noite estará comigo um cântico, súplica ao Deus de minha vida.
9 Direi a Deus, fortaleza minha: Por que te esqueceste de mim? * Por que tenho de prantear a opressão de quem é contra mim?
10 Sinto que me ferem, quando as pessoas adversárias me ofendem * e me dizem: Onde está o teu DEUS?
11 Por que estás abatida, ó minha alma? E por que te perturbas no meu íntimo? * Espera em Deus, que ainda o louvarei, pois é ele a salvação de minha pessoa e DEUS meu.


e


Salmos Litúrgicos Livro II Oitavo Dia: Oração Vespertina
Salmo 43 Judica me, Deus
FAZE-ME justiça, ó Deus, defende minha causa contra gente má; * livra-me da pessoa fraudulenta e perversa.
2 Pois és tu o Deus que me protege; por que me rejeitas? * E por que vivo o abatimento sob a opressão de pessoas inimigas?
3 Envia a tua luz e a tua verdade, para que elas me guiem; * e me levem ao teu santo monte e à tua morada.
4 Possa eu então chegar ao altar de DEUS, a DEUS, que é a minha grande alegria; * e louvar-te ao som da harpa, ó DEUS, DEUS meu!
5 Por que estás abatida, ó minha alma? E por que te perturbas no meu íntimo? * Espera em Deus, que ainda o louvarei, pois é ele a salvação de minha pessoa e DEUS meu.


Jó 6:14-30
14 “Um homem desesperado
deve receber
a compaixão de seus amigos,
muito embora ele tenha abandonado
o temor do Todo-poderoso.
15 Mas os meus irmãos enganaram-me
como riachos temporários,
como os riachos que transbordam
16 quando o degelo os torna turvos
e a neve que se derrete os faz encher,
17 mas que param de fluir
no tempo da seca
e no calor desaparecem
dos seus leitos.
18 As caravanas se desviam
de suas rotas;
sobem para lugares desertos
e perecem.
19 Procuram água
as caravanas de Temá,
olham esperançosos
os mercadores de Sabá.
20 Ficam tristes,
porque estavam confiantes;
lá chegaram tão somente
para sofrer decepção.
21 Pois agora vocês
de nada me valeram;
contemplam minha temível situação
e se enchem de medo.
22 Alguma vez pedi a vocês
que me dessem alguma coisa?
Ou que da sua riqueza
pagassem resgate por mim?
23 Ou que me livrassem
das mãos do inimigo?
Ou que me libertassem das garras
de quem me oprime?
24 “Ensinem-me,
e eu me calarei;
mostrem-me onde errei.
25 Como doem as palavras verdadeiras!
Mas o que provam
os argumentos de vocês?
26 Vocês pretendem corrigir o que digo
e tratar como vento
as palavras de um homem
desesperado?
27 Vocês seriam capazes
de pôr em sorteio o órfão
e de vender um amigo
por uma bagatela!
28 “Mas agora,
tenham a bondade
de olhar para mim.
Será que eu mentiria
na frente de vocês?
29 Reconsiderem a questão,
não sejam injustos;
tornem a analisá-la,
pois a minha integridade
está em jogo.
30 Há alguma iniquidade em meus lábios?
Será que a minha boca
não consegue discernir a maldade?


Gálatas 3:15-22
A lei e a promessa
15 Irmãos, humanamente falando, ninguém pode anular um testamento depois de ratificado nem acrescentar-lhe algo.
16 Assim também as promessas foram feitas a Abraão e ao seu descendente. A Escritura não diz: “E aos seus descendentes”, como se falasse de muitos, mas: “Ao seu descendente”, dando a entender que se trata de um só, isto é, Cristo.
17 Quero dizer isto: A Lei, que veio quatrocentos e trinta anos depois, não anula a aliança previamente estabelecida por Deus, de modo que venha a invalidar a promessa.
18 Pois, se a herança depende da Lei, já não depende de promessa. Deus, porém, concedeu-a gratuitamente a Abraão mediante promessa.
19 Qual era então o propósito da Lei? Foi acrescentada por causa das transgressões, até que viesse o Descendente a quem se referia a promessa, e foi promulgada por meio de anjos, pela mão de um mediador.
20 Contudo, o mediador representa mais de um; Deus, porém, é um.
21 Então, a Lei opõe-se às promessas de Deus? De maneira nenhuma! Pois, se tivesse sido dada uma lei que pudesse conceder vida, certamente a justiça viria da lei.
22 Mas a Escritura encerrou tudo debaixo do pecado, a fim de que a promessa, que é pela fé em Jesus Cristo, fosse dada aos que creem.