ODC283 Quarta

ODC283 Quarta-feira, 18 de setembro de 2019: Salmo 73; Jó 40:6-14;42:1-6; Lucas 22:31-33,54-62 OU Salmo 94; Jeremias 14:1-10,17-22; Lucas 22:31-33,54-62

Salmos Litúrgicos Livro III Décimo Quarto Dia: Oração Vespertina
Salmo 73 Quam bonus Israel!
VERDADEIRAMENTE Deus é benigno para com seu povo, * para com quem tem íntegro coração.
2 Quanto a mim, quase meus passos se extraviaram; * pouco faltou que meus pés resvalassem.
3 Porquanto invejei quem é arrogante, * vendo a prosperidade de quem pratica a perversidade.
4 Porque não conhecem as portas da morte, * e robusto é o seu corpo.
5 Não se acham em trabalhos como outra gente, * nem sofrem aflição como as outras pessoas.
6 Pelo que lhes envolve a soberba como um colar, * e a violência lhes cobre, qual um vestido.
7 Seus olhos estão inchados de gordura; * têm mais do que poderiam desejar.
8 Praticando a corrupção, tratam maliciosamente de opressão; * falam arrogantemente.
9 Põem nos céus a sua boca, * e a língua percorre a terra.
10 Pelo que desviam o povo para o seu lado, * o que lhes proporciona singular proveito.
11 E dizem: Como sabe Deus? * Acaso há conhecimento no Altíssimo?
12 Eis que assim são as pessoas más; * prosperam no mundo, aumentam em riquezas.
13 De certo em vão tenho purificado o coração, * e lavado minhas mãos na inocência.
14 Pois todo o dia vivo a aflição, * e o castigo cada manhã.
15 Se eu dissesse: Falarei assim, * eis que trairia a geração de teus filhos e filhas.
16 Quando eu pensava em compreender isto, foi tarefa penosa para mim.
17 Até que fui ao santuário de Deus, * e pude considerar qual seria o fim desta gente.
18 Certamente fazes que fiquem em lugares escorregadios, * e fazes que caiam na destruição.
19 Como se veem em ruinas em um momento! * sofrem finalmente o terror da sua decadência.
20 Como um sonho, quando se acorda, * assim, ó SENHOR, ao despertares, desprezarás a sua aparência.
21 Porque meu coração se amargurava, * no íntimo se afligia.
22 Eu era uma pessoa irracional e ignorante; * como embrutecida diante de ti.
23 Ainda assim estou sempre contigo; * tu me tomaste pela mão.
24 Me guiarás com teu conselho, * e depois me receberás na glória.
25 Quem, senão a ti, tenho eu nos céus? * Contigo, nada mais desejo na terra.
26 Minha carne e meu coração desfalecem; * mas Deus é a fortaleza de meu coração e minha herança para sempre.
27 Pois eis que perecerá toda pessoa que se desvie de ti, será exterminado quem de ti se aparte.
28 Quanto a mim, bom é aproximar-me de Deus; * ponho a minha confiança em ti, SENHOR, meu Senhor, refúgio meu, para anunciar todas as tuas obras.


Jó 40:6-14;42:1-6
6 Depois, o Senhor falou a Jó
do meio da tempestade:
7 “Prepare-se
como simples homem que é;
eu farei perguntas,
e você me responderá.
8 “Você vai pôr em dúvida
a minha justiça?
Vai condenar-me para justificar-se?
9 Seu braço é como o de Deus,
e sua voz pode trovejar como a dele?
10 Adorne-se, então,
de esplendor e glória
e vista-se de majestade e honra.
11 Derrame a fúria da sua ira,
olhe para todo orgulhoso
e lance-o por terra,
12 olhe para todo orgulhoso
e humilhe-o,
esmague os ímpios onde estiverem.
13 Enterre-os todos juntos no pó;
encubra os rostos deles no túmulo.
14 Então admitirei que a sua mão direita
pode salvá-lo.
Jó 42:1-6
1 Então Jó respondeu ao Senhor:
2 “Sei que podes fazer todas as coisas;
nenhum dos teus planos
pode ser frustrado.
3 Tu perguntaste: ‘Quem é esse
que obscurece o meu conselho
sem conhecimento?’
Certo é que falei de coisas
que eu não entendia,
coisas tão maravilhosas
que eu não poderia saber.
4 “Tu disseste:
‘Agora escute, e eu falarei;
vou fazer perguntas,
e você me responderá’.
5 Meus ouvidos já tinham
ouvido a teu respeito,
mas agora os meus olhos te viram.
6 Por isso menosprezo a mim mesmo
e me arrependo no pó e na cinza”.


Lucas 22:31-33,54-62
31 “Simão, Simão, Satanás pediu vocês para peneirá-los como trigo.
32 Mas eu orei por você, para que a sua fé não desfaleça. E, quando você se converter, fortaleça os seus irmãos”.
33 Mas ele respondeu: “Estou pronto para ir contigo para a prisão e para a morte”.
54 Então, prendendo-o, levaram-no para a casa do sumo sacerdote. Pedro os seguia a distância.
55 Mas, quando acenderam um fogo no meio do pátio e se sentaram ao redor dele, Pedro sentou-se com eles.
56 Uma criada o viu sentado ali à luz do fogo. Olhou fixamente para ele e disse: “Este homem estava com ele”.
57 Mas ele negou: “Mulher, não o conheço”.
58 Pouco depois, um homem o viu e disse: “Você também é um deles”.
“Homem, não sou!”, respondeu Pedro.
59 Cerca de uma hora mais tarde, outro afirmou: “Certamente este homem estava com ele, pois é galileu”.
60 Pedro respondeu: “Homem, não sei do que você está falando!” Falava ele ainda, quando o galo cantou.
61 O Senhor voltou-se e olhou diretamente para Pedro. Então Pedro se lembrou da palavra que o Senhor lhe tinha dito: “Antes que o galo cante hoje, você me negará três vezes”.
62 Saindo dali, chorou amargamente.


OU


Salmos Litúrgicos Livro IV Décimo Oitavo Dia: Oração Vespertina
Salmo 94 Deus ultionum
Ó SENHOR Deus, a quem a vingança pertence, * mostra teu resplendor.
2 Levanta-te, tu que és Juiz da terra, * dá a paga para as pessoas soberbas.
3 Até quando quem pratica o mal, ó SENHOR, * até quando quem pratica a injustiça triunfará?
4 Até quando proferirão maldades, * e todas as pessoas injustas se gloriarão?
5 Esmagam teu povo, ó SENHOR, * e afligem tua herança.
6 Matam a viúva e as pessoas estrangeiras, * e assassinam crianças órfãs.
7 Dizem: o SENHOR não vê, * o Deus de Jacó não faz caso.
8 Cuidem, ó brutais dentre o povo; * e vocês, que vivem na insensatez, quando terão sabedoria?
9 Porventura, quem fez o ouvido não ouvirá? * E quem formou o olho não verá?
10 Não reprovará, aquele que educa as nações? * Quem ensina ao homem o conhecimento?
11 O SENHOR conhece os pensamentos humanos, * e sabe que eles são vaidade.
12 Fez quem tu educas, ó SENHOR, * e a quem ensinas pela tua lei.
13 Para lhe dares descanso dos dias da adversidade, * até que se abra a sepultura para quem não crê.
14 Porquanto o SENHOR não rejeitará o seu povo, * nem há de desamparar a sua herança.
15 Porque o direito se fará conforme a justiça, * e hão de segui-lo os de íntegro coração.
16 Quem será por mim contra as pessoas más? * Quem se porá ao meu lado contra as perversas?
17 Se tu, SENHOR, não me tiveras socorrido, * minha alma quase ficaria no mundo da morte.
18 Quando eu disse: O meu pé resvala, * tua benignidade, SENHOR, me susteve.
19 Na multidão de meus íntimos pensamentos, * tuas consolações alegraram minha alma.
20 Pode porventura associar-se contigo o trono da maldade, * o qual forja maldade por força de uma lei?
21 Quem pratica a perversidade se ajunta contra a vida da pessoa justa, * e condenam o sangue inocente.
22 Mas o SENHOR é a minha defesa; * e meu Deus é a rocha de meu refúgio.
23 Fará cair sobre essa gente em sua própria maldade, e a destruirá na sua malícia; * o SENHOR nosso DEUS provocará sua destruição.

Jeremias 14:1-10,17-22
1 Esta é a palavra que o Senhor dirigiu a Jeremias acerca da seca:
2 “Judá pranteia,
as suas cidades estão definhando
e os seus habitantes se lamentam,
prostrados no chão!
O grito de Jerusalém sobe.
3 Os nobres mandam os seus servos
à procura de água;
eles vão às cisternas
mas nada encontram.
Voltam com os potes vazios
e, decepcionados e desesperados,
cobrem a cabeça.
4 A terra nada produziu,
porque não houve chuva;
e os lavradores, decepcionados,
cobrem a cabeça.
5 Até mesmo a corça no campo
abandona a cria recém-nascida,
porque não há capim.
6 Os jumentos selvagens
permanecem nos altos,
farejando o vento como os chacais,
mas a sua visão falha,
por falta de pastagem”.
7 Embora os nossos pecados nos acusem,
age por amor do teu nome,
ó Senhor!
Nossas infidelidades são muitas;
temos pecado contra ti.
8 Ó Esperança de Israel,
tu que o salvas na hora da adversidade,
por que te comportas
como um estrangeiro na terra,
ou como um viajante
que fica somente uma noite?
9 Por que ages como um homem
que foi pego de surpresa,
como um guerreiro que não pode salvar?
Tu estás em nosso meio, ó Senhor,
e nós pertencemos a ti;
não nos abandones!
10 Assim diz o Senhor
acerca deste povo:
“Eles gostam muito de vaguear;
não controlam os pés.
Por isso o Senhor não os aceita;
agora ele se lembrará
da iniquidade deles
e os castigará por causa
dos seus pecados”.
17 “Diga-lhes isto:
“Que os meus olhos derramem lágrimas,
noite e dia sem cessar;
pois a minha filha virgem, o meu povo,
sofreu um ferimento terrível,
um golpe fatal.
18 Se vou para o campo,
vejo os que morreram à espada;
se entro na cidade,
vejo a devastação da fome.
Tanto o profeta como o sacerdote
percorrem a terra
sem nada compreender”.
19 Rejeitaste Judá completamente?
Desprezaste Sião?
Por que nos feriste a ponto
de não podermos ser curados?
Esperávamos a paz,
mas não veio bem algum;
esperávamos um tempo de cura,
mas há somente terror.
20 Senhor, reconhecemos
a nossa impiedade
e a iniquidade dos nossos pais;
temos de fato pecado contra ti.
21 Por amor do teu nome
não nos desprezes;
não desonres o teu trono glorioso.
Lembra-te da tua aliança conosco
e não a quebres.
22 Entre os ídolos inúteis das nações,
existe algum que possa
trazer chuva?
Podem os céus, por si mesmos,
produzir chuvas copiosas?
Somente tu o podes, Senhor,
nosso Deus!
Portanto, a nossa esperança está em ti,
pois tu fazes todas essas coisas.


Lucas 22:31-33,54-62
31 “Simão, Simão, Satanás pediu vocês para peneirá-los como trigo.
32 Mas eu orei por você, para que a sua fé não desfaleça. E, quando você se converter, fortaleça os seus irmãos”.
33 Mas ele respondeu: “Estou pronto para ir contigo para a prisão e para a morte”.
54 Então, prendendo-o, levaram-no para a casa do sumo sacerdote. Pedro os seguia a distância.
55 Mas, quando acenderam um fogo no meio do pátio e se sentaram ao redor dele, Pedro sentou-se com eles.
56 Uma criada o viu sentado ali à luz do fogo. Olhou fixamente para ele e disse: “Este homem estava com ele”.
57 Mas ele negou: “Mulher, não o conheço”.
58 Pouco depois, um homem o viu e disse: “Você também é um deles”.
“Homem, não sou!”, respondeu Pedro.
59 Cerca de uma hora mais tarde, outro afirmou: “Certamente este homem estava com ele, pois é galileu”.
60 Pedro respondeu: “Homem, não sei do que você está falando!” Falava ele ainda, quando o galo cantou.
61 O Senhor voltou-se e olhou diretamente para Pedro. Então Pedro se lembrou da palavra que o Senhor lhe tinha dito: “Antes que o galo cante hoje, você me negará três vezes”.
62 Saindo dali, chorou amargamente.