Odc337 Quarta

Odc337 Quarta-feira, 20 de novembro de 2019 : Salmos 141; Ezequiel 43: 1-12; Mateus 23: 37-24: 14 OU Salmo 76; Isaías 66: 14-24; Mateus 23: 37-24: 14

Salmos Litúrgicos
Livro V
Vigésimo Nono Dia: Oração Vespertlna
Salmo 141 Domine, clamavi
A TI clamo, SENHOR, escuta-me; * inclina os teus ouvidos à minha voz, quando a ti clamar.
2 Suba a minha oração perante a tua face qual incenso, * e minhas mãos levantadas sejam o sacrifício da tarde.
3 Põe vigia, SENHOR, à minha boca; * defende o descerrar de meus lábios.
4 Não deixes que se incline meu coração para o mal, a fazer mal com quem pratica iniqüidade; * e não coma eu de seus manjares.
5 Quem pratica a justiça me corrija com misericórdia, e me repreenda com mansidão; * aceite minha fronte esses preciosos bálsamos.
6 Quanto às pessoas injustas, não lhes permitas ferir-me; * todavia, orarei sempre contra as suas maldades.
7 Assim como a terra quando é sulcada e fendida, * assim foram dispersos os nossos ossos junto da sepultura.
8 Por isso meus olhos te contemplam, SENHOR Deus; * em ti confio; não derrames a minha vida como o sangue do sacrifício.
9 Livra-me de armadilhas contra mim; * defende-me dos laços da maldade.
10 Desfaçam-se as maquinações das pessoas perversas;* siga quem te serve em liberdade e em paz.


Ezequiel 43: 1-12
1Então o homem levou-me até a porta que dava para o leste,
2e vi a glória do Deus de Israel, que vinha do lado leste. Sua voz era como o rugido de águas avançando, e a terra refulgia com a sua glória.
3A visão que tive era como a que eu tivera quando ele veio destruir a cidade e como as que eu tivera junto ao rio Quebar; e me prostrei com o rosto em terra.
4A glória do Senhor entrou no templo pela porta que dava para o lado leste.
A glória do Senhor volta ao templo
5Então o Espírito pôs-me em pé e levou-me para dentro do pátio interno, e a glória do Senhor encheu o templo.
6Enquanto o homem estava ao meu lado, ouvi alguém falando comigo de dentro do templo.
7Ele disse: “Filho do homem, este é o lugar do meu trono e o lugar para a sola dos meus pés. Aqui viverei para sempre entre os israelitas. A nação de Israel jamais contaminará o meu santo nome, nem os israelitas, nem seus reis, mediante a sua prostituição e os ídolos sem vida de seus reis, em seus santuários nos montes.
8Quan­do eles puseram sua soleira perto de minha soleira e seus batentes junto de meus batentes, com apenas uma parede fazendo separação entre mim e eles, contaminaram o meu santo nome com suas práticas repugnantes. Por isso eu os destruí na minha ira.
9Agora, que afastem de mim a sua prostituição e os ídolos sem vida de seus reis, e eu viverei entre eles para sempre.
10″Filho do homem, descreva o templo para a nação de Israel, para que se envergonhem dos seus pecados. Que eles analisem o modelo
11e, se ficarem envergonhados por tudo o que fizeram, informe-os acerca da planta do templo – sua disposição, suas saídas e suas entradas – toda a sua planta e todas as suas estipulações e leis. Ponha essas coisas por escrito diante deles para que sejam fiéis à planta e sigam as suas estipulações.
12″Esta é a lei do templo: toda a área ao redor, no topo do monte, será santíssima. Essa é a lei do templo.


Mateus 23:37-24: 14
37″Jerusalém, Jerusalém, você, que mata os profetas e apedreja os que são enviados a vocês! Quantas vezes eu quis reunir os seus filhos, como a galinha reúne os seus pintinhos debaixo das suas asas, mas vocês não quiseram.
38Eis que a casa de vocês ficará deserta.
39Pois eu digo que vocês não me verão mais, até que digam: ‘Bendito é o que vem em nome do Senhor'”.
Mateus 24:1-14
1Jesus saiu do templo e, enquanto caminhava, seus discípulos aproximaram-se dele para lhe mostrar as construções do templo.
2″Vocês estão vendo tudo isto?”, perguntou ele. “Eu garanto que não ficará aqui pedra sobre pedra; serão todas derrubadas”.
3Tendo Jesus se assentado no monte das Oliveiras, os discípulos dirigiram-se a ele em particular e disseram: “Dize-nos, quando acontecerão essas coisas? E qual será o sinal da tua vinda e do fim dos tempos?”
4Jesus respondeu: “Cuidado, que ninguém os engane.
5Pois muitos virão em meu nome, dizendo: ‘Eu sou o Cristo!’ e enganarão a muitos.
6Vocês ouvirão falar de guerras e rumores de guerras, mas não tenham medo. É necessário que tais coisas aconteçam, mas ainda não é o fim.
7Nação se levantará contra nação, e reino contra reino. Haverá fomes e terremotos em vários lugares.
8Tudo isso será o início das dores.
9″Então eles os entregarão para serem perseguidos e condenados à morte, e vocês serão odiados por todas as nações por minha causa.
10Naquele tempo, muitos ficarão escandalizados, trairão e odiarão uns aos outros,
11e numerosos falsos profetas surgirão e enganarão a muitos.
12Devido ao aumento da maldade, o amor de muitos esfriará,
13mas aquele que perseverar até o fim será salvo.
14E este evangelho do Reino será pregado em todo o mundo como testemunho a todas as nações, e então virá o fim.


OU


Salmos Litúrgicos Livro III Décimo Quinto Dia: Oração Matutina
Salmo 76 Notus in Judaea
CONHECIDO é Deus em Judá; * grande é o seu Nome em Israel.
2 Em Salém está o seu tabernáculo; * e a sua morada em Sião.
3 Ali quebrou as flechas do arco; * o escudo, a espada e todas as armas de guerra.
4 Tu és mais ilustre e glorioso * do que a multidão das pessoas aprisionadas.
5 Valentes militares despojastes e dormem seu sono * esta gente valente não pôde defender-se.
6 À tua repreensão, ó Deus de Jacó, * carros e cavalos são abatidos.
7 Tu infundes medo; * quem subsistirá ante a tua ira?
8 Desde o céu fizeste ouvir o teu julgamento; * temeu a terra e ficou imóvel.
9 Quando Deus se dignou julgar; * para livrar a todas as pessoas oprimidas da terra.
10 A ira do ser humano redundará em teu louvor; * e sua cólera será por ti contida.
11 Façam votos ao SENHOR o Deus de vocês e cumpram-nos; * e todas as pessoas que o rodeiam tragam oferendas.
12 Ele abate o orgulho dos príncipes; * ele é mais poderoso do que os reis da terra.

Isaías 66: 14-24
14Quando vocês virem isso,
o seu coração se regozijará,
e vocês florescerão como a relva;
a mão do Senhor
estará com os seus servos,
mas a sua ira será contra os seus adversários.
15Vejam! O Senhor vem num fogo,
e os seus carros são como um turbilhão!
Transformará em fúria a sua ira
e em labaredas de fogo, a sua repreensão.
16Pois com fogo e com a espada
o Senhor executará julgamento
sobre todos os homens,
e muitos serão os mortos pela mão do Senhor.
17″Os que se consagram para entrar nos jardins indo atrás do sacerdote que está no meio, comem carne de porco, ratos e outras coisas repug­nantes, todos eles perecerão”, declara o Senhor.
18″E, por causa dos seus atos e das suas conspirações, virei ajuntar todas as nações e línguas, e elas virão e verão a minha glória.
19″Estabelecerei um sinal entre elas, e enviarei alguns dos sobreviventes às nações: a Társis, aos líbios e aos lídios, famosos flechei­ros, a Tubal, à Grécia, e às ilhas distantes, que não ouviram falar de mim e não viram a minha glória. Eles proclamarão a minha glória entre as nações.
“Farão como fazem os israelitas quando apresentam as suas ofertas de cereal, trazendo-as em vasos cerimonialmente puros;
20Também dentre todas as nações trarão os irmãos de vocês ao meu santo monte, em Jerusalém, como oferta ao Senhor. Virão a cavalo, em carros e carroças, e montados em mulas e camelos”, diz o Senhor.
21tam­bém escolherei alguns deles para serem sacer­dotes e levitas”, diz o Senhor.
22″Assim como os novos céus e a nova terra que vou criar serão duradouros diante de mim”, declara o Senhor, “assim serão dura­douros os descendentes de vocês e o seu nome.
23De uma lua nova a outra e de um sábado a outro, toda a humanidade virá e se inclinará diante de mim”, diz o Senhor.
24″Sai­rão e verão os cadáveres dos que se rebelaram contra mim; o verme destes não morre­rá, e o seu fogo não se apagará, e causarão repugnância a toda a humanidade.”


Mateus 23:37-24: 14
37″Jerusalém, Jerusalém, você, que mata os profetas e apedreja os que são enviados a vocês! Quantas vezes eu quis reunir os seus filhos, como a galinha reúne os seus pintinhos debaixo das suas asas, mas vocês não quiseram.
38Eis que a casa de vocês ficará deserta.
39Pois eu digo que vocês não me verão mais, até que digam: ‘Bendito é o que vem em nome do Senhor'”.
Mateus 24:1-14
1Jesus saiu do templo e, enquanto caminhava, seus discípulos aproximaram-se dele para lhe mostrar as construções do templo.
2″Vocês estão vendo tudo isto?”, perguntou ele. “Eu garanto que não ficará aqui pedra sobre pedra; serão todas derrubadas”.
3Tendo Jesus se assentado no monte das Oliveiras, os discípulos dirigiram-se a ele em particular e disseram: “Dize-nos, quando acontecerão essas coisas? E qual será o sinal da tua vinda e do fim dos tempos?”
4Jesus respondeu: “Cuidado, que ninguém os engane.
5Pois muitos virão em meu nome, dizendo: ‘Eu sou o Cristo!’ e enganarão a muitos.
6Vocês ouvirão falar de guerras e rumores de guerras, mas não tenham medo. É necessário que tais coisas aconteçam, mas ainda não é o fim.
7Nação se levantará contra nação, e reino contra reino. Haverá fomes e terremotos em vários lugares.
8Tudo isso será o início das dores.
9″Então eles os entregarão para serem perseguidos e condenados à morte, e vocês serão odiados por todas as nações por minha causa.
10Naquele tempo, muitos ficarão escandalizados, trairão e odiarão uns aos outros,
11e numerosos falsos profetas surgirão e enganarão a muitos.
12Devido ao aumento da maldade, o amor de muitos esfriará,
13mas aquele que perseverar até o fim será salvo.
14E este evangelho do Reino será pregado em todo o mundo como testemunho a todas as nações, e então virá o fim.