Category: Santos de abril

22 de abril – Mary Packard

abr 18 2015

Mary Packard – primeira mulher missionária anglicana no Brasil


Um grupo de sete mulheres missionárias leigas estrangeiras trabalhou no
Brasil no primeiro período. A primeira mulher missionária foi Mary Packard que
veio em 1891. Tinha 28 anos de idade. Permaneceu por igual número de anos
entre nós. Era filha do reitor do Seminário Teológico de Virginia. Depois de curta
passagem pela cidade de Rio Grande, chegou a Porto Alegre em 14 de janeiro de
1892, onde exerceu as funções de diaconisa. Salientou-se como educadora na
Escola Americana, fundada pelos missionários Lucien Lee Kinsolving e James
Watson Morris, e mais tarde na escola paroquial da Paróquia da SS. Trindade,
fundada pelo Rev. Américo Vespúcio Cabral. Foi uma dedicada cooperadora do
pároco no ensino religioso e secular e na visitação pastoral. Antes de se transferir
para o Rio de Janeiro, em 1909, foi homenageada por cerca de 50 irmãos e irmãs
no Grande Hotel, na rua da Ladeira (hoje General Câmara), em Porto Alegre, onde
morava. No Rio de Janeiro, passou a colaborar na Igreja do Redentor, pastoreada
pelo rev. William C. Brown. Colaborou depois na Paróquia da Trindade, dirigida
pelo rev. Carl Henry Clement Sergel, na classe de costuras e bordados. Foi
também secretária da Federação das Sociedades Auxiliadoras de Senhoras, quando
esteve no sul. Aposentou-se em 1919, quando regressou aos Estados Unidos.
Faleceu em 22 de abril de 1940, em Washington, aos 87 anos de idade.

Fonte: Rev. Oswaldo Kickhöfel , Revista inclusividade nº 12

01 de abril – Frederick Denison Maurice

fev 28 2010


frederickdenison

01 DE ABRIL – FREDERICK DENISON MAURICE

Pároco e teólogo (1 abril 1872) F D Maurice nasceu em 1805, filho de um clérigo Unitarista. Estudou Direito em Cambridge, abandonando os estudos em  em 1827, ao tempo em que declarou-se Anglicano. Em 1834 ingressou no Ministério Ordenado.  Publicou o seu principal trabalho, O Reino de Cristo, sobre os problemas internos do cristianismo. Juntamente com os amigos John Ludlow e Charles Kingsley, organizou o Movimento Socialista Cristão, Logo após sua Ordenação, Maurice tornou-se professor de literatura e de história inglesa em Londres, e em 1846, professor de  teologia. Seus ensaios teológicos publicados em 1853, foram considerados por muitos leitores como de duvidosa ortodoxia, o que custou-lhe o cargo. Ensinou teologia moral em Cambridge de 1866 até sua morte em 1872.

Seus discursos podem ser encontrados no site http://www.anglicanhistory.org/maurice/index.html sua obra Reconstructing Christian Ethics pode ser comprada pelo site http://www.amazon.com

A

Fonte:http://www.satucket.com/lectionary/, James Kiefer, livre tradução, interpretação  e adaptação do Revdo. JBS.

8 de abril – William August Muhlenberg

fev 26 2010


williammuhlemberg

 8 DE ABRIL – WILLIAM AUGUSTUS MUHLENBERG – PRIEST (8 APR 1877)

William Augustus Muhlenberg nasceu na Filadélfia em 16 setembro de 1796, de uma distinta família luterana alemã. Atraído para a Igreja Episcopal pelo uso da língua inglesa, foi Ordenado em 1817. Era entusiasta das Escolas Dominicais, visando alcançar a todas as camadas sociais. Escreveu hinos e compilou hinários, expandindo a hinologia nas celebrações. Em 1828 fundou e por vinte anos dirigiu o hoje Instituto São Paulo, em Nova York., voltado para o ensino dos jovens, usando a prática salutar das celebrações eucarísticas semanais, com ênfase para as grandes doutrinas da Graça e da Justificação pela Fé.

Como extensão do seu Ministério, foram criadas escolas e hospitais religiosos, sempre visando os menos favorecidos. Em 1846 fundou a igreja da Sagrada Comunhão, em Nova York, cuja Igreja era dotada de uma escola paroquial para as crianças pobres e um sistema de amparo aos desempregados. Dizia-se um “católico evangelical”. Faleceu em 8 de abril de 1877.

Fonte: http://www.satucket.com/lectionary/WAMuhlenberg.htm / by James Kiefer / Livre tradução e adaptação do Revdo. JBS/TSSF/BA. Mar2006

 

 

21 de abril – Anselmo, Arcebispo de Cantuária, 1109

fev 12 2010

anselmodecantuaria

21 de abril – Anselmo de Cantuária
 Anselmo de Cantuária (1033/1034 – 21 de Abril 1109), nascido Anselmo de Aosta (por ser natural de Aosta, hoje na Itália), e também conhecido como Santo Anselmo, foi um influente teólogo e filósofo medieval italiano de origem normanda.

Foi Arcebispo de Cantuária entre 1093 e 1109 (sucedendo a Lanfranco, também um italiano), por nomeação de Henrique I de Inglaterra, de quem foi amigo e confessor, mas depois divergiu com ele na Questão das Investiduras. É considerado o fundador do escolasticismo e é famoso como o criador do argumento ontológico a favor da existência de Deus.

Viria mais tarde a ser canonizado pela Igreja Católica, e declarado Doutor da Igreja em 1720, pelo Papa Clemente XI.

Leia+

25 de abril – São Marcos – Evangelista

fev 10 2010

saomarcos

25 DE ABRIL – SÃO MARCOS EVANGELISTA – ( ~15 – 90)
Apóstolo de Cristo de origem pouco conhecida, autor do segundo dos evangelhos sinóticos, os outros são os Mateus e Lucas, e considerado fundador da igreja do Egito e, também, fundador da cidade italiana de Veneza. Seu nome aparece nas epístolas de São Paulo, que se refere a ele como um de seus colaboradores que enviavam saudações de Roma. A principal fonte de informações sobre sua vida está no livro Atos dos Apóstolos. Filho de Maria de Jerusalém e primo de Barnabé, já se havia convertido ao cristianismo quando Paulo e Barnabé chegaram a Jerusalém (44) trazendo os auxílios da Igreja de Antioquia (At 11,30). Acompanhou Barnabé e Paulo a Antióquia (12,25), na hoje Turquia, onde atuou como auxiliar de Paulo, mas voltou à Jerusalém quando chegaram a Perge, na Panfília. Depois ele e Barnabé teriam embarcado para à ilha de Chipre (13,4-5), na sua primeira viagem apostólica, porém o apóstolo não voltou a ser mencionado nos Atos. De Chipre passou a evangelizar a Ásia Menor e, em decorrência de alguns conflitos, separou-se de Paulo e Barnabé em Perge (Panfília) e voltou para Jerusalém (13,13). Voltou a Chipre (50) acompanhado apenas de Barnabé (15,39) e depois foi para Roma como colaborador de Paulo, prisioneiro naquela cidade (Cl 4,10; Fm 24). É possível que tenha deixado Roma antes da perseguição de Nero (64), pois depois (67) o apóstolo de Tarso, prisioneiro pela segunda vez, escrevia a Timóteo pedindo-lhe que levasse consigo, de Éfeso para Roma, o seu discípulo e colaborador, já que este lhe era muito útil em seu ministério (2Tm 4,11). Em Roma, também entrou em contato com Pedro, pois este, dirigindo-se aos fiéis do Ponto, da Galácia, Capadócia, Ásia e Bitínia, saúda-as em nome do evangelista, a quem afetuosamente chama de filho (1Pd 5,13). Provavelmente escreveu em Roma o Evangelho (50-70) que traz o seu nome e que compila e reproduz a catequese de Pedro. Seu Evangelho destinou-se aos cristãos provenientes do paganismo e tem um estilo simples e vigoroso e com seus 661 versículos, é o Evangelho menos extenso. No século II, o bispo Pápias de Hierápolis, Anatólia, afirmou que ele teria sido intérprete de São Pedro. Embora sejam parcas as informações sobre o evangélico, é indiscutível sua importante participação nos primeiros tempos da igreja cristã. Na Itália seu nome está ligado à cidade de Veneza, para onde mercadores venezianos provenientes de Alexandria, transportaram o que diziam ser as suas relíquias (828). Seu símbolo como evangelista é o leão e a Igreja Católica festeja seu dia em 25 de abril, data em que o evangelista teria sido martirizado.

 Figura copiada do site CADE MEU SANTO – http://www.cademeusanto.com.br