Category: Santos mês 04

3 de Abril – BENEDITO_O NEGRO_1282

abr 21 2020

3 de abril – BENEDITO, O NEGRO (1282),

Frade da Primeira Ordem (CD, 219) 

                Nascido de escravos que tinham sido transportados da África para Itália onde foram convertidos ao Cristianismo, Benedito ganhou sua liberdade aos 18 anos. Ele foi chamado popularmente de “Santo Negro” pelos pobres e doentes de quem ele cuidava, e foi recebido nos Irmãos Eremitas Franciscanos. Embora analfabeto, chegou a ser nomeado guardião do convento em Palermo. Mais tarde, falecendo o fundador, o Papa ordenou que seus membros se juntassem à Ordem de Frades Menores. Benedito obedeceu, voltando para os seus deveres de cozinha com maior alegria do que teve quando começou seus deveres como superior. Por causa dos seus extraordinários dons de oração e aconselhamento, pessoas de todas as classes buscavam sua orientação.

Coleta: Pai divino, tu enriquecestes teu servo Benedito com dons divinos e o fizestes renomado em tua Igreja por milagres e virtudes. Nós te pedimos que nos dês teus bons dons para que possamos seguir o seu exemplo de serviço fiel, alegre e humilde; por Jesus Cristo nosso Senhor. Amém.

28 de Abril – LUCHESIO E BUONADONNA – 1260

abr 21 2020

Presença masculina, (Companheira Devocional , 226)

LUCHESIO E BUONADONNA (1260), 28 de Abril

      Casal da Ordem Terceira, Luchesio e sua esposa, Buonadonna, queriam seguir São Francisco como um casal. Este desejo animou Francisco a começar a Ordem Terceira. Luchesio era originalmente um comerciante ganancioso em Poggibonzi; mas sua vida mudou depois que ele conheceu Francisco por volta de 1213, quando ele começou a executar muitos atos de caridade. Inicialmente sua esposa não ficou muito entusiasmada com esta mudança de comportamento, ela logo se tornou zelosa com a vida pobre e simples que o seu marido estava vivendo. Ele e sua esposa venderam o seu negócio, cultivaram bastante terra para prover as suas necessidades e distribuíram o resto aos pobres. (Continua) Continuação):  Luchesio e sua esposa queriam algo mais: um modo de compartilhar uma vida religiosa permanecendo fora do claustro. Conhecendo seus desejos como também seus próprios planos de uma ordem para pessoas leigas, Francisco estabeleceu a Ordem Terceira (então conhecida como a Ordem dos Penitentes) e o Papa Honorius III aprovou uma Regra formalmente formulada em 1221. 

Coleta: Amado Senhor Jesus, graças por abençoares todos os caminhos de vida e permitir que tanto leigos como professos, casados ou solteiros, encontrem um caminho consagrado contigo no meio dos seus próprios desafios, deveres e alegrias terrenos. Concede a nós que vivemos no mundo secular a graça de nos lembrarmos de que cuidamos de ti quando cuidamos de nossos irmãos e irmãs. Amém.

23 de abril – Gil de Assis – Primeira Ordem Franciscana

abr 21 2020

Presença masculina, (Companheira Devocional , 224)

GIL DE ASSIS (1240),  23 de Abril

Frade da Primeira Ordem

            Gil de Assis foi o terceiro companheiro a se unir a Francisco, e teve um papel central no movimento franciscano primitivo. No grande Capítulo em 1219, Francisco comissionou Gil e vários companheiros para irem para a África pregar o evangelho aos maometanos. Nisso não tiveram sucesso, pois assim que chegaram, os cristãos de lá, temendo uma perseguição geral, forçaram os missionários franciscanos a voltar em outro navio para a Itália. Animado pelo seu espírito de devoção, Gil fez peregrinações por vários santuários ao redor do mediterrâneo. Ele viveu principalmente como ermitão nos anos posteriores.

Coleta: Deus Todo-poderoso, tu achaste por bem elevar Gil às alturas da contemplação; Concede que nós, como ele, sempre possamos dirigir nossas ações à tua glória e atingir a paz que ultrapassa a compreensão. Pedimos isso por nosso Senhor Jesus Cristo, teu Filho. Amém.

22 de abril – Mary Packard

abr 18 2015

Mary Packard – primeira mulher missionária anglicana no Brasil


Um grupo de sete mulheres missionárias leigas estrangeiras trabalhou no
Brasil no primeiro período. A primeira mulher missionária foi Mary Packard que
veio em 1891. Tinha 28 anos de idade. Permaneceu por igual número de anos
entre nós. Era filha do reitor do Seminário Teológico de Virginia. Depois de curta
passagem pela cidade de Rio Grande, chegou a Porto Alegre em 14 de janeiro de
1892, onde exerceu as funções de diaconisa. Salientou-se como educadora na
Escola Americana, fundada pelos missionários Lucien Lee Kinsolving e James
Watson Morris, e mais tarde na escola paroquial da Paróquia da SS. Trindade,
fundada pelo Rev. Américo Vespúcio Cabral. Foi uma dedicada cooperadora do
pároco no ensino religioso e secular e na visitação pastoral. Antes de se transferir
para o Rio de Janeiro, em 1909, foi homenageada por cerca de 50 irmãos e irmãs
no Grande Hotel, na rua da Ladeira (hoje General Câmara), em Porto Alegre, onde
morava. No Rio de Janeiro, passou a colaborar na Igreja do Redentor, pastoreada
pelo rev. William C. Brown. Colaborou depois na Paróquia da Trindade, dirigida
pelo rev. Carl Henry Clement Sergel, na classe de costuras e bordados. Foi
também secretária da Federação das Sociedades Auxiliadoras de Senhoras, quando
esteve no sul. Aposentou-se em 1919, quando regressou aos Estados Unidos.
Faleceu em 22 de abril de 1940, em Washington, aos 87 anos de idade.

Fonte: Rev. Oswaldo Kickhöfel , Revista inclusividade nº 12

01 de abril – Frederick Denison Maurice

fev 28 2010


frederickdenison

01 DE ABRIL – FREDERICK DENISON MAURICE

Pároco e teólogo (1 abril 1872) F D Maurice nasceu em 1805, filho de um clérigo Unitarista. Estudou Direito em Cambridge, abandonando os estudos em  em 1827, ao tempo em que declarou-se Anglicano. Em 1834 ingressou no Ministério Ordenado.  Publicou o seu principal trabalho, O Reino de Cristo, sobre os problemas internos do cristianismo. Juntamente com os amigos John Ludlow e Charles Kingsley, organizou o Movimento Socialista Cristão, Logo após sua Ordenação, Maurice tornou-se professor de literatura e de história inglesa em Londres, e em 1846, professor de  teologia. Seus ensaios teológicos publicados em 1853, foram considerados por muitos leitores como de duvidosa ortodoxia, o que custou-lhe o cargo. Ensinou teologia moral em Cambridge de 1866 até sua morte em 1872.

Seus discursos podem ser encontrados no site http://www.anglicanhistory.org/maurice/index.html sua obra Reconstructing Christian Ethics pode ser comprada pelo site http://www.amazon.com

A

Fonte:http://www.satucket.com/lectionary/, James Kiefer, livre tradução, interpretação  e adaptação do Revdo. JBS.