Category: Santos mês 12

21 de dezembro – SÃO TOMÉ, APÓSTOLO

nov 24 2009

SAO-TOME21 de dezembro – São Tomé, Apóstolo

Um dos doze apóstolos de Jesus e israelita de nascimento, que ausente no momento em que o Cristo reapareceu aos discípulos, exigiu destes provas materiais da ressurreição do Mestre e, por isso, Jesus ressurgiu e pediu-lhe que tocasse suas chagas. Carpinteiro de origem e freqüentemente citado em passagens do Novo Testamento, nos quatro evangelhos. O Evangelho de São João dá-lhe grande destaque. Em João 11,16, cita que ele incitou os discípulos a seguir Jesus e a morrer com ele na Judéia dizendo então aos discípulos: Vamos também nós, para morrermos com ele! Foi ele que perguntou a Jesus, durante a Última Ceia, sobre o caminho que conduz ao Pai: Senhor, não sabemos para onde vais. Como podemos conhecer o caminho? Diz-lhe Jesus: Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida. Ninguém vem ao Pai a não ser por mim (João 14,5-6). Temperamento audacioso e cheio de generosidade, percorreu as etapas da fé e professou que Jesus era realmente Deus e Senhor.

Leia+

25 de dezembro: NATAL

nov 24 2009

presepio2Natal
Só existem conjeturas sobre a data do nascimento de Jesus, e liturgicamente não houve nenhuma celebração natalina durante os três primeiros séculos da era cristã. O certo é que no ano 336 aparece pela primeira vez a data de 25 de dezembro como a escolhida, substituindo em Roma a festa pagã do Sol Invicto, no solstício de inverno. Dessa forma os cristãos cultuavam o nascimento de Cristo, luz para a humanidade e para a criação toda, e afirmavam a autêntica fé no mistério da Encarnação. Daí que a festa serviu como mais um elemento de luta contra as heresias cristológicas dos séculos IV e V.
O Natal, teologicamente não só marca o fato histórico da vinda de Jesus, Filho de Deus, na carne, mas também enfatiza:
a) o mistério de salvação, indicando o valor salvífico do evento;
b) a Encarnação do Verbo –  os textos litúrgicos contêm expressões dogmáticos que esclarecem a fé nesse mistério;
c) o intercâmbio entre divindade e humanidade –  “Deus que se fez homem para que o homem se tornasse Deus” (Agostinho) e o Salvador através de seu nascimento nos regenerou como filhos de Deus;
d) o mistério pascal – o Filho de Deus assume a natureza humana para se oferecer ao Pai como oblação de uma vez para sempre (Hb 10.10);
e) o princípio da solidariedade entre todos os seres humanos, ao ser Jesus, como um de nós, Ele é nosso irmão;
f) o mistério da renovação do cosmos, reintegrando a criação toda ao desígnio original do Pai.

Leia+

26 de dezembro – SANTO ESTÊVÃO, DIÁCONO E MÁRTIR

nov 05 2009

santo-estevao26 de dezembro – Santo Estevão

Santo Estêvão é o primeiro mártir do Cristianismo, sendo considerado santo por algumas  denominações cristãs (Igreja Católica, Igrejas Ortodoxas e a Comunhão Anglicana). É celebrado a 26 de Dezembro no Ocidente e a 27 de Dezembro no Oriente.

Segundo os Atos dos Apóstolos, Estêvão foi um dos sete primeiros diáconos da igreja nascente, logo após a morte de Jesus, pregando os ensinamentos de Cristo e convertendo tanto judeus como gentios. Segundo Étienne Trocmé, Estevão pertencia a um grupo de cristãos que pregavam uma mensagem mais radical, um grupo que ficou conhecido como os helenistas, já que os seus membros tinham nomes gregos e eram educados na cultura grega e que separou do grupo dos doze apóstolos. Também eram conhecidos como o grupo dos 7. Foi detido pelas autoridades judaicas, levado diante do Sinédrio (a suprema assembléia de Jerusalém), onde foi condenado por blasfémia, sendo sentenciado a ser apedrejado (Atos 8). Entre os presentes na execução, estaria Paulo de Tarso, o futuro São Paulo, ainda durante os seus dias de perseguidor de cristãos.

O seu nome vem do grego ???????? (Stephanós), o qual se traduz para aramaico como Kelil, significando coroa – e Santo Estêvão é, de resto, representado com a coroa de martírio da cristandade, recordando assim o fato de se tratar do primeiro cristão a morrer pela sua fé – o protomártir.

Durante os primeiros século do cristianismo, o túmulo de Estêvão achou-se perdido, até que em 415 (talvez pela crescente pressão dos peregrinos que se deslocavam à Terra Santa), um certo padre, de nome Luciano, terá dito ter tido uma revelação onírica de onde se encontrava a tumba do mártir, algures na povoação de Caphar Gamala, a alguns quilômetros a Norte de Jerusalém.

Gregório de Tours afirmou mais tarde que foi por intercessão de Santo Estêvão, que um oratório a ele dedicado, na cidade de Metz (França), onde se guardavam relíquias do santo, foi o único local da cidade que escapou ao incêndio que os Hunos lhe deitaram, no dia de Páscoa de 451.

Fonte: “http://pt.wikipedia.org/wiki/Santo_estevao

 

27 de dezembro – SÃO JOÃO, APÓSTOLO E EVANGELISTA

nov 04 2009
s- joao- evangelista27 de Dezembro:
São João Evangelista,  Apóstolo
(O Discípulo que Jesus amava, Presbítero, João de Patmos)
Nascimento: +/- em  10d.C. em Betsaida, Galiléia
Morte: cerca de  103 d.C

São João Evangelista ou Apóstolo João, foi um dos doze apóstolos de Jesus. Além do Evangelho segundo João, também escreveu as três epístolas de João (1, 2, e 3) e o livro do Apocalipse.

João seria o mais novo dos 12 discípulos, tinha provavelmente cerca de vinte e quatro anos de existência, à altura do seu chamado por Jesus. Consta que seria solteiro e vivia com os seus pais em Betsaida. Era pescador de profissão, consertava as redes de pesca. Trabalhava junto com seu irmão Tiago, e em provável sociedade com André e Pedro.

As heranças deixadas nos escritos de João, demonstram uma personalidade extraordinária. De acordo com as descrições ele seria imaginativo nas suas comparações, pensativo e introspectivo nas suas dissertações e pouco falador como discipulo. É notório o seu amadurecimento na fé através da evolução da sua escrita.

Relação com Jesus
Foi manifesta nos livros da Bíblia a admiração de João por Jesus. Jesus chamou-lhe o Filho do Trovão e posteriormente ele foi considerado o “Discípulo Amado”.

Leia+

28 de dezembro – SANTOS INOCENTES

nov 03 2009

santos-inocentesSantos  Inocentes
Os santos inocentes são as crianças do sexo masculino  que foram sacrificadas na cidade de Belém, cidade onde nasceu Jesus e cujas mortes foram relatadas em Mateus 2:1-18.Essas crianças foram assassinadas pelos soldados cumprindo  a ordem do Rei Herodes de modo a prevenir a velha profecia que o Rei dos Judeus e iria nascer naquela cidade e seria o rei de todos os povos. Não entendendo bem o tipo do reino, Herodes ordenou  a matança de todas as crianças de menos de um ano. Não se sabe quantos foram assassinados, mas pode-se deduzir que não foram muitos porque a população de Belém não era grande naquela época. Um anjo avisou São José que fugiu com a Sagrada Família para a o Egito, fato esse  gravado por vários  pintores célebres.

De acordo com  a lenda um dos próprios filhos de Herodes, que  estava com uma enfermeira em Belém, foi também assassinado.

A festa dos santos inocentes é celebrada no dia  28 de dezembro


http://www.cademeusanto.com.br/santos_inocentes.htm