Category: Santos de setembro

2 de Set – Mártires de Nova Guiné

ago 30 2013

martires-da-comunhao-anglicanaTexto do Revmo. Bispo D. Orlando S. Oliveira – IEAB:

“Quanto a sua questão sobre a calendário menor designado para o dia 2 de setembro Mártires na Nova Guiné tenho a informar o que segue:

    Durante a Segunda Guerra Mundial, em 1942, os missionários cristãos da Nova Guiné sofreram imensamente nas mãos dos invasores japoneses.  Oito missionários e dois cristãos de Papua Nova Guiné foram mortos pela sua fé em Cristo, e, com razão, se contam entre inúmeros mártires cujo exemplo desde sempre encorajou a Igreja.

    No verão de 1942, as forças imperiais japonesas invadiram a Nova Guiné, no Pacífico, onde hoje temos uma Província da Comunhão Anglicana com 5 dioceses e cerca de 200 mil anglicanos. Fica um pouco ao Norte da Austrália. A ordem dos invasores foi de que todos os brancos  fossem evacuados para a  costa norte da Ilha, mas um número de missiona’rios anglicanos decidiu ficar com os seu povo cristão o máximo tempo possível. A sua fidelidade e seu amor pelo seu povo lhes custou o martírio.

    Entre os mártires estavam Lucien Tapiedi, um catequista nativo e Vivian Redlich, um presbítero nascido na Inglaterra. Conta-se que ele, Vivian, tinha uma permanente “visão do Cristo ressuscitado” e esta visão lhe deu coragem de permanecer na sua missão junto com o povo quando as forças japonesas aportaram a Nova Guiné. Ele celebrou a Santa Eucaristia com sua congregação pela última vez, e entrou na floresta. Lá ele juntou-se  a outros cinco missonários.  Entre os quais estava o catequista nativo Lucien Tapiedi, que por seu trabalho entre seu povo o tornou um verdadeiro apóstolo de Cristo.  Liderados por ele embrenhados na selva, tentaram chegar a costa, mas foram emboscados e capturados por nativos colaboracionistas. Lucien Tapiedi colocou-se a frente de todos tentando salvar os companheiros,mas foi morto.  E alguns dias depois os seus companheiros foram capturados, decapitados e seus corpos jogados no mar.

    May Hayman e Mavis Parkinson eram duas misionárias anglicanas na região de Gona da Ilha. May Hayman era noiva de Redlich.  Quando o exército invasor japones desembarcou perto de onde ficava sua missão, estas duas mulheres embrenharam-se na selva.  Depois de algum tempo encontraram outros companheiros refugiados. Tentaram cruzar as montanhas em segurança para chegarem ao porto de Moresby.  As duas escaparam de uma emboscada que prendeu o resto dos companeiros.  Mais tarde elas foram capturadas e mortas pelos invasores japoneses.

    Nenhum destes mártires na Nova Guiné morreu em vão, pelo seu exemplo eles alimentaram um Igreja muito forte na Nova Guiné. Este Igreja alegra-se em celebrar a cada ano a vida destes mártires anglicanos, pois seu testemunho deu ao povo um enorme desejo de proclamar a Cristo, e a missão cristã continua crescendo por lá, nesta província da Comunhão Anglicana”.

Colaboração do Revmo Bispo D. Orlando S. Oliveira – IEAB

7 de setembro – DIA DA PÁTRIA

maio 28 2013

bandeira-do-brasilDia da Pátria (também chamado Dia da Independência do Brasil ou Sete de Setembro) é um feriado nacional brasileiro celebrado no dia 7 de setembro de cada ano. A data comemora a Declaração de Independência do Brasil do Império Português no dia 7 de setembro de 1822.

Leituras para o dia (anos A,B e C): Salmo 145 ou 145:1-9; Dt.10:17-21; Hb.11:8-16; Mt.5:43-48

Leituras paras o dia (anos 1 e 2): Manhã: Salmo 33; Eclo.10:1-8,12-18; Tg.5:7-10. Tarde: Sl. 107:1-32; Miq.4:1-5; Ap.21:1-7.

Próprio: Ó Onipotente Senhor, criaste todos os povos da terra para a tua glória, a fim de te servirem em liberdade e paz; concede ao povo de nosso Pais o zelo pela justiça e a virtude da moderação e da paciência, para que usemos a nossa liberdade conforme a tua benigna vontade; por Jesus Cristo, nosso Senhor, que vive e reina contigo e com o Espírito Santo, um só Deus, agora e sempre. Amém.

Prefácio da Santíssima Trindade: Porque, com teu Unigênito Filho e o Espírito Santo, Três Pessoas, um só Deus, és Senhor eterno e soberano, digno de adoração e de honra pelos séculos dos séculos.

 

Fontes: LOC e Wikipedia.

8 de setembro – Natividade da virgem Maria

maio 27 2013

Natividade-de-Maria8 de setembro – Natividade da virgem Maria

“Os escritos apócrifos (não fidedignos) dizem que seus pais foram Ana e Joaquim, mais tarde Santa Ana e São Joaquim, vindo a sua concepção a acontecer tendo estes já idade avançada.
 
O Novo Testamento cita os lugares, prováveis ou históricos da sua vida terrena: Nazaré, onde nasceu e viveu (embora alguns estudiosos apontem Jerusalém); Belém, onde nasceu Jesus; Egipto, onde se refugiou quando da perseguição de Herodes e Jerusalém, onde apresentou Jesus no Templo, acompanhou o desenrolar da Paixão de Cristo e onde morreu. Conquanto, seja citada também a cidade de Éfeso como local onde terá passado os seus últimos dias”.

 

Do livro “Festas e tradições Portuguesas”, Vol. VII
Ed. Círculo de Leitores
http://sarrabal.blogs.sapo.pt/59514.html

 

13 de setembro – Cipriano, Bispo e Mártir de Cartago, 258

maio 26 2013

ciprianoTáscio Cecílio Cipriano era o nome de São Cipriano. Nasceu no norte da África, provavelmente em Cartago, entre os anos 200 e 210 dC. Filho de família abastada, recebeu formação superior, dedicando-se à oratória e advocacia. Converteu-se ao Cristianismo, já adulto, por volta de 245. Três anos depois foi eleito bispo de Cartago. Foi degolado nas imediações da cidade, na presença de grande multidão de cristãos e pagãos, aos 14 de setembro de 258, durante a perseguição de Valeriano.

A Igreja na época de São Cipriano vivia intenso fervor. As sangrentas perseguições, que desde Nero (ano 64 dC) a sacudiam, somente faziam aumentar o fervor, e os mártires entregavam suas vidas com amor e fé.

Mesmo com todo este fervor, surgiam grupinhos de hereges que, desejosos de ‘autonomia’, pregavam uma doutrina diferente da dos Apóstolos e dos Bispos da Santa Igreja de Cristo. Para combater estas heresias, Cipriano divulga por volta do outono do ano de 251, como ele mesmo diz, um livrinho de conduta cristã denominado: “Catholicae Ecclesiae Unitate” – “A Unidade da Igreja Católica”.

Leia+

14 de setembro – DIA DA SANTA CRUZ

maio 25 2013
sta-cruz

Gravura, imagensdabiblia.

14 de setembro: DIA DA SANTA CRUZ

Há duas importantes basílicas construídas em Jerusalém por ordem de Constantino, filho de Santa Helena. Uma foi construída sobre o Monte do Gólgota, por isso se chama Basílica do Martyrium ou Ad Crucem. A outra foi construída no lugar em que Cristo Jesus foi sepultado e foi ressuscitado pelo poder de Deus, por isto é chamada Basílica Anástasis, ou seja, Basílica da Ressurreição.
A dedicação destas duas basílicas remonta ao ano 335, quando a Santa Cruz foi exaltada ou apresentada aos fiéis. Encontrada por Santa Helena, foi roubada pelos persas e resgatada pelo imperador Heráclio. Segundo contam, o imperador levou a Santa Cruz às costas desde Tiberíades até Jerusalém, onde a entregou ao Patriarca Zacarias, no dia 3 de maio de 630. A partir daí a Festa da Exaltação da Santa Cruz passou a ser celebrada no Ocidente. Tal festividade lembra aos cristãos o triunfo de Jesus, vencedor da morte e ressuscitado pelo poder de Deus.

(Cf. ALVES, José Benedito. Os Santos de cada dia, São Paulo, Paulinas, 1998)